Jantado: análise Salgueiro 0 x 3 Santos

Por: Mateus Schuler

Santa ceia. Indefeso, o Salgueiro foi superado pelo Santos e deu adeus à premiação na Copa do Brasil, caindo ainda durante a primeira fase. Os gols dos 3 x 0 foram assinalados por Ângelo, Zanocelo e Rwan, em duelo que foi realizado na noite desta quarta-feira (23), no Cornélio de Barros, no Sertão pernambucano.

Para o confronto, o técnico Silvio Criciúma optou pela manutenção dos 11 que vinham atuando, repetindo a escalação inicial pelo quarto jogo consecutivo. Assim, Ronaldo, Lucão, Janelson e Léo Carioca formaram a linha defensiva, já o meio-campo teve Léo Santos e Kady juntos na cabeça de área, enquanto Wescley, Valdeir e Pedro Maycon ficaram na trinca por trás de Hudson no 4-2-3-1 salgueirense.

Comandante do Carcará repetiu novamente a escalação inicial (Feito no Tactical Pad)

COMO FOI

Buscando tirar proveito do fator casa, o Salgueiro começou em cima e tentou explorar o início da partida para tentar surpreender. Logo com um minuto, se atirou e conseguiu a primeira boa chance; após tentativa de cruzamento na área, a bola sobrou para Léo Santos, que dominou e chutou forte de longe, no entanto João Paulo espalmou.

Ainda assim, o Carcará não conseguiu mostrar poder criativo, enquanto que o Santos tinha mais a posse e buscou aproveitar os erros. Em um dos lances perigosos, Lucão furou no corte e a sobra caiu no pé de Ricardo Goulart, que fez bom domínio já na pequena área e emendou um chute sobre o gol, sem dar tanto susto.

Curtindo o conteúdo? Apoie o Pernambutático clicando aqui

Duas linhas de 4 foi a tônica da marcação na etapa inicial (Imagem: Amazon Prime Video)

Formando um 4-1-4-1, tendo Hudson isolado e Kady revezando a cabeça de área com Lucas Santos, os salgueirenses ficaram mais retraídos em campo e viram os santistas crescerem. Apesar dos blocos médios, os alvinegros foram eficientes na finalização e abriram o placar: Ângelo recebeu pela esquerda e bateu colocado de fora da área, marcando um belo gol. Pouco depois, foi a vez de Marcos Leonardo tentar, mas bateu em cima de Jerfesson e perdeu a oportunidade.

Para o segundo tempo, Silvio Criciúma voltou sem mudanças, porém o time sertanejo não demonstrou estar abatido e chegou próximo do empate. Pedro Maycon ficou com a bola após jogada pela direita, girou e arrematou direto para fora perigosamente. Mantendo o 4-2-3-1 como proposta, o treinador do Carcará promoveu as entradas de Robinho e Danielzinho nos lugares de Léo Santos e Ronaldo, respectivamente, para tentar seguir ofensivo.

Carcará buscou manter proposta para o ataque, porém pouco criou (Imagem: Amazon Prime Video)

O Salgueiro continuou insistindo e teve duas boas chances de empatar, mas não foi eficiente. Na primeira, Valdeir recebeu um cruzamento preciso de Léo Carioca na pequena área, contudo mandou sobre o gol. Depois, Danielzinho cruzou na direção de Hudson, que cabeceou bem e parou em defesa segura de João Paulo.

Mesmo se fechando no 4-5-1, o Tricolor do Sertão não segurou o Peixe e viu a defesa ser vazada novamente. Lucas Pires fez o levantamento e Zanocelo, de cabeça, tirou do alcance de Jerfesson, ampliando a vantagem. Nos últimos minutos, Rwan tabelou com Lucas Barbosa, recebeu passe em profundidade e tocou na saída do goleiro, dando números finais.

Sertanejos até tentaram fechar espaços, mas sem sucesso (Imagem: Amazon Prime Video)

Créditos da foto principal: Ivan Storti/Santos FC

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: