Descoroado: análise Afogados 2 x 2 Náutico

Sem desafogo. Mesmo após abrir dois gols de vantagem, o Náutico sucumbiu à reação do Afogados e amargou empate em 2 x 2 neste domingo (27), no Vianão, em Afogados da Ingazeira, pela sexta rodada do Campeonato Pernambucano Betsson 2022. Jean Carlos e Ewandro marcaram os gols do Timbu, enquanto Anderson e Juffo descontaram para a Coruja.

Sem Leandro Carvalho – afastado temporariamente -, a escalação de Felipe Conceição trouxe poucas novidades. O treinador manteve Robinho na referência do ataque, com Richard Franco e Rhaldney à frete da primeira linha, tendo Jean Carlos flutuando mais por dentro, além de Carpina e Ewandro nas pontas. Apenas o lateral-esquerdo Luan, prata da casa, não esteve como titular diante do Tocantinópolis.

Única novidade na escalação alvirrubra foi na lateral esquerda (Feito no Tactical Pad)

COMO FOI

Quando a bola rolou, o Náutico tentou se impor, mesmo fora de casa. Valorizando a posse, variava entre as saídas 4+1 e 3+2, com Hereda mais adiantado que Luan. Assim, conseguiu frear as investidas do Afogados e ganhar o meio de campo para controlar as ações da partida.

Curtindo o conteúdo? Apoie o Pernambutático clicando aqui

Saída nos primeiros minutos (Imagem: SporTV/Premiere)

O sistema de jogo seguiu variando. De rédeas tomadas, o Timbu deixou claro o 4-2-3-1 em fase ofensiva para sufocar a defesa sertaneja. Foi letal. Após contra-ataque, a arbitragem marcou pênalti em Ewandro e Jean Carlos cobrou com categoria para abrir o placar: 1 x 0.

À frente no placar, os alvirrubros seguiram dando boa impressão, sempre mais efetivos em campo. Assim, a Coruja tentou acordar, mas esbarrou na marcação. Num dos lances perigosos, Thauã entrou na área e caiu pedindo pênalti de Hereda, porém a abritragem mandou seguir.

Controle em busca de espaços na marcação da Coruja (Imagem: SporTV/Premiere)

No fim da primeira etapa, a equipe de Felipe Conceição seguiu mantendo as características de jogo, dessa vez mais objetivo e sem posse de bola. Luan arriscou de longe e errou o alvo, no último lance de destaque. Antes do apito final, Jean Carlos e Rômulo discutiram para receber um cartão amarelo cada.

O roteiro parecia que ia mudar na última metade, contudo logo cedo veio o segundo do Náutico. Ewandro aproveitou a segunda chance seguida que teve e encobriu Danilo para ampliar a vantagem do Timbu, 2 x 0. Destaque para o passe açucarado de Rhaldney, que vinha recebendo críticas do torcedor.

Sem a bola, a estratégia alvirrubra era se fechar com duas linhas de 4, tendo Jean Carlos se unindo a Robinho na última linha, com os volantes mais fixos que antes. Não adiantou. Isso porque a Coruja tentou acordar e o fez, ao diminuir, com gol de Anderson. Sinal de alerta ligado.

Tentativa de compactação (Imagem: SporTV/Premiere)

A temática seguiu decisiva, com Breninho assumindo a criação do jogo afogadense e o Náutico pouco ligado. E foi Juffo quem conseguiu deixar tudo igual e frustrar as pretensões alvirrubras, praticamente no último minuto.

Créditos da foto principal: Ítalo José/Afogados FC

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: