Pecados capitais: análise Íbis 0 x 1 Sete de Setembro

Por: Mateus Schuler

O Pior Time do Mundo está de volta. Após flertar com boa campanha — que seria vexatória —, o Íbis reencontrou suas raízes ao ser derrotado pelo lanterna Sete de Setembro por 1 x 0 neste domingo (27), na Ilha do Retiro, pela sexta rodada do Campeonato Pernambucano Betsson 2022. Único gol do jogo foi marcado por Nego de Brejão.

Os rubro-negros foram a campo mantidos no 4-2-3-1 já tradicional, contudo tiveram novidades entre os 11. Celestino voltou de suspensão junto a Roberto, já Thyego foi acionado na lateral direita, Wil formou dupla de zaga com Vitor Leão e Lucas Santana substituiu Matheusinho. Pelo lado alviverde, entretanto, foram mudanças em todos os setores e no sistema tático: Zé Roberto iniciou a partida no 3-5-2, tendo Alan no gol após saída de Saulo, Macedo formando trio ao lado de Bililiu e Igor, enquanto Tiago e Diogo ocuparam as laterais dos setembrinos; Kiko e Horácio começaram no meio.

Equipes entraram em campo com novidades nas escalações (Feito no Tactical Pad)

COMO FOI

A partida começou bastante equilibrada, mas com o Sete de Setembro indo para cima tentando surpreender. E foi assim que chegou muito perto de sair em vantagem: Anderson São João achou bom passe para Souza, que saiu no meio da defesa do Íbis e, mesmo em liberdade, chutou para fora, perdendo a chance do gol.

Optando por contra-atacar, formou um 5-3-2 ao ficar sem a bola, fechando o máximo dos espaços para impedir as infiltrações do Pássaro Preto, o Lobo-Guará. As únicas vezes que os rubro-negros assustaram a meta adversária tiveram duas situações: na primeira, Roberto cobrou escanteio na área, Alan saiu mal do gol e Celestino cabeceou, mas Horácio tirou; arbitragem já havia marcado falta.

Setembrinos se defenderam com linha de 5 e tiveram sucesso (Imagem: TV FPF)

A segunda foi se impondo no 4-2-3-1, com constantes flertes ao 4-2-4. Dessa maneira, Thyego fez jogada individual e finalizou forte, contudo Alan interveio em uma belíssima ponte. Como quem não faz, leva, os alviverdes abriram o placar: Igor desarmou Felipe Almeida e serviu Horácio, que encontrou Nego de Brejão em liberdade na esquerda; o camisa 11 dominou e arrematou sem dar possibilidade de defesa.

Para a etapa final, Carlos Alberto promoveu as entradas de Pablo, Fernandão e Kelvenny no confronto, substituindo Felipe Almeida, Kelven e Lucas Santana, respectivamente. Mesmo com maior ofensividade, o Pássaro não mostrou ter criatividade ao atacar, o que foi facilitando a vida do Lobo, já que neutralizou bem as investidas.

Rubro-negros variaram posicionamento das peças ofensivas (Imagem: TV FPF)

Na tentativa de recuperar o fôlego no ataque, Zé Roberto sacou Souza e Kiko para as saídas de Sil e Léo Lima. Depois, Tarcio e Rudy entraram nos lugares de Tiago e Nego de Brejão, se fechando ainda mais, já que o Íbis teve muita intensidade ao atacar. Após troca de passes, Matheusinho recebeu no meio, fez jogada individual e arrematou próximo à trave esquerda, ficando perto do empate.

Mesmo insistindo para chegar à igualdade no marcador, os rubro-negros se limitaram a povoar o campo ofensivo, enquanto os setembrinos fecharam o cadeado e conseguiram segurar a vantagem até o fim. Assim, somaram sua primeira vitória na competição, deixando os adversários em situação ruim na disputa por vaga à fase final.

Pássaro se fechou alternando entre 4-4-2 e 4-3-3 (Imagem: TV FPF)

Créditos da foto principal: Rafael Vieira/FPF

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: