Sem carnaval: análise Altos 1 x 0 Sport

Por: Mateus Schuler

Quarta-feira (2) ingrata para o Sport. Vindo em má fase, o Leão voltou a ter péssima atuação e foi eliminado da Copa do Brasil pelo Altos no Lindolfo Monteiro, em Teresina, e acabou derrotado por 1 x 0, chegando ao sétimo jogo seguido sem vencer e à quarta eliminação consecutiva ainda durante a primeira fase; Betinho marcou o gol do Jacaré.

Para a partida, o técnico Gustavo Florentín promoveu quatro mexidas, sendo duas forçadas por lesão. Sem Sander e Everton Felipe, que saíram lesionados, Lucas Hernández e Luciano Juba — suspenso no Nordestão — entraram para as respectivas vagas. No meio-campo, Blas ganhou o lugar de Ítalo, já Búfalo foi o substituto de Rodrigão na referência do 4-2-3-1; ambos por opção.

COMO FOI

O caráter decisivo fez a partida começar muito movimentada, mas também equilibrada, pois as duas defesas mostraram boas posturas para neutralizar as investidas adversárias. Apesar de não propor tanto o jogo, o Sport fechou bem os espaços, tentando apostar nos contra-ataques como arma ofensiva e infiltrações nas entrelinhas.

Sem a bola, o Leão formou um 4-1-4-1, o que ajudou a segurar as jogadas do Altos no ataque. A primeira boa chance, mesmo sem levar tanto perigo, foi a favor dos leoninos: após escanteio cobrado no meio da pequena área, Búfalo subiu mais alto e cabeceou sobre o gol; o Jacaré, por sua vez, pouco chegou ao campo ofensivo.

Curtindo o conteúdo? Apoie o Pernambutático clicando aqui

A oportunidade mais clara criada pelos rubro-negros veio já na reta final do primeiro tempo. Aproveitando uma saída errada da defesa alviverde, Pedro Naressi ficou com a bola já no campo de ataque e arrancou em velocidade, saindo de frente para o goleiro Marcelo, mas finalizou mal e direto para fora, mantendo o zero no placar ao intervalo.

Pernambucanos durante a fase defensiva na primeira etapa (Imagem: Amazon Prime Video)

Nos últimos 45 minutos do confronto, Florentín tentou dar mais ofensividade à equipe, sacando Flávio, que pouco participou, para a entrada de Jáderson. De início, contudo, a mudança não surtiu tanto efeito, pois quem conseguiu a primeira chance clara foram os piauienses: Eliélton recebeu aberto na direita e chutou para boa defesa de Maílson.

Ainda sem criatividade ao atacar, o Leão não foi perigoso quando chegou ao campo ofensivo, já os anfitriões buscaram achar espaços no meio da defesa leonina. E assim foram letais. Dieguinho cruzou na área, a zaga não afastou e Betinho, aparecendo livre, completou de carrinho para aumentar a agonia do Sport.

O comandante rubro-negro, reconhecendo a falta de criatividade, promoveu mais três mudanças, deixando a equipe postada num 4-2-4 quando detinha a bola. Blas, Lucas Hernández e Naressi saíram, tendo Rodrigão, Ray Vanegas e Denner em seus lugares. Mesmo com a imposição no ataque, apenas uma oportunidade foi criada, sendo muito perigosa. Ewerthon levantou na área e Rodrigão deu cabeceio para defesa do arqueiro; na sobra, Jáderson serviu o camisa 90, que bateu fraco e rasteiro, porém Mimica tirou em cima da linha e garantiu classificação aos piauienses.

Rubro-negros pressionaram no fim, mas sem sucesso (Imagem: Amazon Prime Video)

Créditos da foto principal: Anderson Stevens/Sport

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: