Alegria e tristeza: análise Retrô 1 x 0 Íbis

Por: Ivan Mota

Tantas emoções. O Retrô fez mais uma vítima no Campeonato Pernambucano Betsson 2022, nesta quarta-feira (9), e é o primeiro classificado às semifinais ao vencer o Íbis, que se junta ao Sete de Setembro no quadrangular do rebaixamento. O gol da vitória por 1 x 0 da Fênix, pela oitava rodada do Estadual, foi marcado por Renato, de pênalti.

Retornos importantes nos azulinos. Sem desfalques, o treinador Dico Wolley contou com reforços de Pedro Costa e Giva, já que cumpriram suspensão na última rodada e estiveram de volta ao 11 inicial. Já o Pássaro Preto do técnico Paulo Lima, por sua vez, teve três mudanças. Thyego entrou na lateral direita e Ewerton Bala ganhou uma vaga no meio; a outra substituição foi de última hora. O goleiro Lucas Peixe se machucou no aquecimento e, assim, Hélio teve a chance de começar a partida.

Escalações iniciais de azulinos e rubro-negros (Feito no Tactical Pad)

COMO FOI

Começo truncado. Os primeiros minutos foram de muito equilíbrio e pouca qualidade. Os dois times conseguiram avançar ao ataque, porém, de forma desorganizada, facilitando as ações defensivas. O número elevado de faltas também prejudicou o futebol durante o início. Quando foram ao ataque, os visitantes obrigaram a Fênix a se fechar em um 4-4-2, tendo Breno e Ermel voltando para marcar, deixando Renato e Giva mais à frente.

Com o passar do tempo, o Retrô assumiu o controle do jogo, tendo todos os seus jogadores no campo de ataque. Já os rubro-negros se fecharam como puderam, conseguindo evitar as infiltrações. Como só a vitória interessava, também subiram sempre que recuperaram a bola, em contra-ataques, no entanto sem sucesso.

Donos da casa defendendo no 4-4-2 (Imagem: TV FPF)

O Pássaro Preto passou a se fechar em um 4-5-1, diminuindo os espaços do time de Camaragibe, que passou a tentar lançamentos longos para vencer a defesa. E aos 17 minutos a insistência deu resultado. Renato acertou um lindo lançamento e encontrou Breno, que invadiu a área e foi derrubado. O próprio Renato, contudo, bateu com categoria no meio da barra, para abrir o placar.

Após o gol, o ritmo da partida novamente teve uma queda. O Íbis até tentou atacar, mas pouco conseguiu criar. O Retrô, que também não mostrou muita criatividade, se contentou em segurar durante boa parte do primeiro tempo, continuando em vantagem mínima no marcador até o final dos 45 minutos iniciais.

Pássaro Preto se fecha no 4-5-1 defensivo (Imagem: TV FPF)

A segunda etapa começou com o Pássaro querendo jogo. Aos dois minutos, o time conseguiu chegar perigosamente. Kelvenny avançou pelo lado direito, cruzou e encontrou Kelven dentro da grande área, que mandou de cabeça e levou bastante perigo à meta de Jean. Os rubro-negros ainda conseguiram chegar ao ataque mais algumas vezes, mas sem o mesmo ímpeto.

Já o Retrô, que também não criou muito, retomou a posse de bola e passou a atacar no 4-3-3 no decorrer do segundo tempo. Gelson, Charles e Renato formaram o trio de meio-campo, sempre buscando acionar, principalmente nos lançamentos, os companheiros mais à frente, que partiam usando muito a velocidade.

Fênix avançando no 4-3-3 com Charles e Renato na armação das jogadas (Imagem: TV FPF)

Os minutos restantes seguiram o percurso do primeiro tempo. Os retroenses seguiram tendo maior posse, deixando os visitantes retraídos e acreditando em um possível contra-ataque. No terço final da partida, já na base do tudo ou nada, o Pássaro Preto até ensaiou uma pressão, porém faltou qualidade para conseguir o empate.

Créditos da foto principal: Abne Quintino/Retrô FC

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: