Náutico na Copa do Nordeste: como joga taticamente o Globo

Por: Felipe Holanda

A próxima vítima. Vindo de vitória sobre o Sergipe, o Náutico enfrenta o Globo para matar qualquer chance de eliminação e carimbar vaga no mata-mata da Copa do Nordeste. Atualmente, alvirrubros aparecem na quarta posição do Grupo B, com 11 pontos. Confronto diante dos potiguares acontece neste sábado (19) às 17h45, no Barretão, válido pela última rodada da fase de grupos.

Separamos tudo sobre o próximo adversário alvirrubro: principais posicionamentos táticos, estilo de jogo, números, jogadores para ficar de olho, e muito mais da Águia de Ceará-Mirim.

O TIME

Para o confronto ante o Timba, o treinador Jaelson Marcelino não sinalizou se irá poupar titulares visando a sequência do Campeonato Potiguar. A certeza é que o goleiro André Zuba está fora de combate, com Iago Hass assumindo a posição debaixo das traves. Já no ataque, Adílio deverá ganhar o lugar de Rômulo, uma das dúvidas.

Provável formação inicial do Globo (Feito no Tactical Pad)

COMO ATACA

Ineficácia. Com apenas quatro gols marcados em toda competição, o Globo tem o segundo pior ataque, à frente apenas do Sergipe, que marcou dois. A aposta principal dos potiguares quando têm a bola é a formação de um 4-2-3-1 para agilizar as transições e, dessa forma, chegar mais “inteiro” na zona de arremate.

Imposição tricolor em fase ofensiva (Imagem: Nordeste FC)

A priori, a Águia de Ceará-Mirim costuma ser objetiva no terço final, mas sem valorizar muito a posse. Os zagueiros podem formar uma saída de 3 ao lado dos volantes, enquanto os laterais dão profundidade para rasgar as linhas de marcação da equipe adversária.

Outra opção de Jaelson Marcelino, por sinal mais ousada, é explorar um 4-2-4 com a chegada dos laterais para envolver a defesa rival, tendo o quarteto ofensivo variando de posições. Neste cenário, o meia Anderson e o atacante Adílio costumam se entender bem, geralmente criando grandes chances de perigo.

Organização do Globo (Imagem: Nordeste FC)

COMO DEFENDE

Peneira. Com 19 gols sofridos em oito partidas, média de mais de dois a cada 90 minutos, o Globo tem a pior defesa de toda a Copa do Nordeste. A equipe geralmente apresenta linhas bem desorganizadas, se fechando num 4-4-2 quando quer frear o ímpeto adversário e ter mais chances para recuperar a bola.

Tricolor em compactação defensiva (Imagem: Nordeste FC)

A depender da imposição rival, os potiguares podem ainda utilizar uma linha de cinco, tendo um dos pontas recompondo junto aos defensores para poder ajudar na marcação. Neste cenário, apenas o meia central e o centroavante ficam mais isolados na linha de frente.

PARA FICAR DE OLHO

Hiltinho (MEIA) – Figurinha carimbada. Velho conhecido do torcedor alvirrubro, o experiente Hiltinho é um dos destaques técnicos do Globo. Já acumula um gol e uma assistência nesta Copa do Nordeste, tendo a velocidade como um de seus pontos fortes, apesar da idade avançada: 36 anos.

Adílio (ATA) – Referência ofensiva. Com bom pivô e muita movimentação, Adílio geralmente é o comandante de ataque da Águia de Ceará-Mirim. Já foi às redes três vezes na temporada, além de um passe para gol. Merece atenção.

Créditos da foto principal: Zé Bernardo/Globo FC

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: