Galeto completo: análise Sete de Setembro 1 x 1 Afogados

Por: Ivan Mota

Movimentado. Em jogo elétrico pelo Quadrangular do Rebaixamento no Campeonato Pernambucano Betsson 2022, Afogados e Sete de Setembro empataram por 1 x 1 nesta quarta-feira (23), no Lacerdão, pela segunda rodada. Luan colocou o Lobo-Guará à frente, já Elias descontou a favor da Coruja.

O time de Garanhuns foi para o jogo com algumas novidades. Miller assumiu a lateral direita, Kiko e Ewerthon apareceram no meio-campo, além de Índio atuando no ataque. Os afogadenses, por outro lado, mantiveram a mesma escalação que bateu o Vera Cruz por 3 x 0 na abertura do Quadrangular do Rebaixamento.

Escalações iniciais para o duelo no Lacerdão (Feito no Tactical Pad)

COMO FOI

Os primeiros minutos foram de bastante equilíbrio. Apesar de demonstrar ter mais qualidade e um maior volume de jogo, o Afogados não conseguiu criar chances perigosas, parando na forte marcação do Sete de Setembro, que se fechou bem e sólido em um 4-2-3-1, tendo todos os jogadores no campo de defesa.

Sete se postando em 4-2-3-1 defensivo (Imagem: TV FPF)

Quando conseguiu avançar, o Lobo-Guará chegou bem nos chutes de longa distância e em bolas paradas, porém também sem levar perigo na direção da meta de Léo. Querendo vencer para poder garantir antecipadamente sua permanência, os visitantes passaram a adiantar suas linhas para pressionar na saída de bola.

Colocando praticamente todos os jogadores no campo de ataque, apenas os dois zagueiros ficavam na retaguarda, a Coruja se postou em um 4-3-3 de bastante poder ofensivo, mas seguiram sem ter a criatividade suficiente para vencer o ferrolho defensivo dos alviverdes, que neutralizaram o poder criativo.

Curtindo o conteúdo? Apoie o Pernambutático clicando aqui

Afogados atacando com apoio dos laterais (Imagem: TV FPF)

O Tricolor do Pajeú melhorou no fim da primeira etapa e até conseguiu criar algumas jogadas perigosas. Anderson Chaves teve uma boa chance após cruzamento de Mattheus, contudo o atacante mandou de cabeça para fora, mantendo o placar sem gols até o último instante dos 45 minutos iniciais de partida.

O segundo tempo começou bastante aberto e com os dois times criando muitas chances, um verdadeiro lá e cá. Assim, somente aos 20 minutos que o alviverde garanhuense conseguiu abrir o placar. Luan, que entrou durante o confronto, recebeu de Usina após tabelar e bateu — mostrando categoria — na saída de Léo.

O jogo ganhou ares dramáticos, mas não demorou muito para o empate do Afogados. Renê recebeu dentro da área, foi derrubado e o árbitro marcou o pênalti: Elias teve tranquilidade e não desperdiçou a cobrança. Mesmo com a igualdade, os minutos finais foram marcados por uma pressão do Sete de Setembro, que teve maior posse de bola e rondou muito a área do Afogados, avançando num 4-3-3 tendo Léo Lima, Nego de Brejão e Alesson formando o comando de ataque, todavia insuficiente para vencer.

Lobo-Guará pressionando no 4-3-3 (Imagem: TV FPF)

Créditos da foto principal: Cláudio Gomes/Afogados FC

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: