Náutico na Série B: como joga taticamente o Bahia

Por: Ivan Mota

Missão doméstica. Comandado por Dudu Capixaba, o Náutico recebe o Bahia para fazer dever de casa e chegar à primeira vitória na Série B do Campeonato Brasileiro. Duelo do Timbu com o Tricolor de Aço acontece nesta sexta-feira às 21h30, nos Aflitos, válido pela segunda rodada.

Separamos tudo sobre o próximo adversário alvirrubro: principais posicionamentos táticos, estilo de jogo, números, informações exclusivas de um setorista, jogadores para ficar de olho e muito mais da equipe baiana.

O TIME

Guto Ferreira terá três desfalques importantes para o duelo contra o Timbu. Os gringos Mugni e Rodallega, ambos com lesão muscular, ficarão de fora. Vitor Jacaré, chegado recentemente ao time, deve ser o substituto do colombiano no comando ofensivo, apesar de ser um ponta de origem, já que Davó sentiu desconforto muscular; jogador foi o autor dos dois gols do time contra o Cruzeiro na última rodada.

Provável escalação do Tricolor com os desfalques gringos (Feito no Tactical Pad)

COMO ATACA

O começo de temporada foi bastante complicado para os tricolores. Eliminados da Copa do Nordeste e do Estadual na primeira fase, enfrentaram uma forte crise. Ainda assim, o Bahia manteve o treinador Guto Ferreira. No ataque, o treinador gosta de explorar o 4-2-3-1, com os volantes iniciando as jogadas e um dos pontas se aproximando do centroavante.

Bahia parte para o ataque postado em seu 4-2-3-1 inicial (Imagem: Brasileirão Play)

Mais próximo da área adversária, os comandados de Guto podem formar um 4-3-3. Os dois volantes se aproximam de Daniel, o meia mais avançado, para formar tridente de meio-campistas, enquanto os extremos flutuam entrelinhas. Os dois laterais também sobem bastante, aparecendo como opções para cruzamentos e infiltrações na grande área.

Curtindo o conteúdo? Apoie o Pernambutático clicando aqui

Tricolor no ataque armado em um 4-3-3 com apoio dos laterais (Imagem: Brasileirão Play)

“O Bahia tem uma característica marcante de ataque já desde a primeira passagem de Guto Ferreira. Gosta de atacar pelos lados utilizando muito seus atacantes de beirada, Raí e Marco Antônio, principalmente acionando Douglas Borel, lateral-direito, para fazer as ultrapassagens e tentar o cruzamento na linha de fundo”

Lucas Cézar, do Canal do LC no YouTube

COMO DEFENDE

Apesar dos números defensivos não serem dos piores, com 20 gols sofridos nas 18 partidas que disputou na temporada, o Bahia ainda não “deu liga”. Quando atacado, costuma se postar em um 4-4-2, com os dois pontas se juntando aos volantes na segunda linha de quatro, deixando apenas o meia de ligação e o centroavante livres.

Esquadrão se defende postado em duas linhas de 4 (Imagem: Brasileirão Play)

“Defensivamente, o Bahia faz duas linhas de quatro, onde Patrick faz a cobertura por dentro para auxiliar Borel na direita, enquanto que Marco Antônio ajuda Luiz Henrique no lado esquerdo. Centralizado como um cão de guarda, Rezende é o principal desarmador das jogadas do adversário, pois dá essa consistência e também gosta de ser um elemento surpresa quando o Bahia tem a posse e ataca”

Lucas Cézar, do Canal do LC no YouTube

Em situações que precisa se fechar ainda mais, o time pode se postar em um 4-5-1 com as duas linhas bem próximas da grande área. Todos os homens de meio de campo recuam para ajudar, formando a linha de cinco, com os pontas auxiliando os laterais na marcação. Apenas o centroavante não participa da ação.

Baianos fechados em 4-5-1 na estreia da Série B (Imagem: Brasileirão Play)

PARA FICAR DE OLHO

Luiz Otávio (ZAG) – Consistência defensiva. Luiz Otávio chegou ao Bahia na última temporada e se firmou rapidamente na zaga do Esquadrão. Com seus 1,94m de altura, o zagueirão também aparece com perigo nas jogadas áreas. Na última temporada, foram quatro gols marcados e na atual já balançou as redes uma vez.

Daniel (MEI) – Meia de ligação. Apesar de atuar algumas vezes como volante, Daniel vem desempenhando a função mais avançada no Bahia. Desde 2020 na equipe, o jogador de 26 anos é motor e cérebro do time nas saídas de jogo, além de já ter anotado um gol e distribuído três assistências em 2022.

Vitor Jacaré (PE) – Estreia perfeita. O jogador de 22 anos foi contratado recentemente e começou com tudo sua trajetória no Bahia. Jacaré entrou no decorrer da partida contra o Cruzeiro e marcou os dois gols do triunfo. Apesar de atuar pelo lado do campo, ele deve ser o substituto de Rodallega no comando de ataque, tendo sua primeira chance na equipe titular.

Créditos da foto principal: Rafael Machaddo/EC Bahia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: