Domador de Dragão: análise América-RN 0 x 1 Afogados

Por: Mateus Schuler

À la São Jorge. O Afogados mostrou forças mesmo fora de casa e bateu o América-RN na partida de abertura da terceira rodada da Série D do Campeonato Brasileiro. Em confronto realizado neste sábado (30), a Coruja domou o Dragão e venceu por 1 x 0, com gol de Paulista, já nos minutos finais, pelo Grupo A3.

Após conquistar o triunfo sobre o Icasa, o treinador Ito Roque optou por realizar apenas uma alteração entre os titulares. Os afogadenses entraram com Weverton ao lado de Lucas na cabeça de área, substituindo Celestino dos 11 iniciais no 4-2-3-1, tentando seguir no mesmo ritmo da última rodada.

Tricolor do Pajeú teve apenas uma novidade entre os 11 iniciais (Feito no Tactical Pad)

COMO FOI

Motivado pela primeira vitória, mas cauteloso por jogar longe de sua torcida, o Afogados começou a partida mais retraído, tentando apostar no erro para levar a melhor. Ainda assim, o jogo iniciou bastante equilibrado, com os dois lados se estudando e criando poucos lances. Por ter menos a bola, a Coruja se postou num 4-4-2 de blocos médios para neutralizar a troca de passes do Dragão.

Controlando o ritmo do confronto, até conseguiu segurar bem as investidas adversárias, mas um erro na compactação gerou o primeiro lance em favor dos americanos. Após falta cobrada rapidamente, William recebeu livre pela direita, puxou para o meio e chutou forte, porém a bola saiu próximo à trave esquerda ao desviar em Airton Júnior.

Pernambucanos neutralizaram investidas dos potiguares (Imagem: InStat TV)

Se faltava motivo aos sertanejos para atacarem, aconteceu ainda durante a etapa inicial. Everton fez falta dura em Anderson Chaves, recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso, deixando a equipe inferior numericamente. Essa superioridade em campo fez a primeira oportunidade afogadense ser criada: Juffo cobrou falta perigosa sobre a barra. Se impondo no 4-3-3, deram novo susto, dessa vez em contra-ataque: Paulista avançou pela esquerda, tabelou com Breninho e finalizou firme, parando no goleiro Samuel.

Curtindo o conteúdo? Apoie o Pernambutático clicando aqui

Para o segundo tempo, o Tricolor do Pajeú manteve a mesma proposta, sem se arriscar tanto no setor ofensivo. Desse modo, criou poucos lances e optou por jogar reativamente, tentando explorar descuido defensivo dos alvirrubros. Ainda assim, os potiguares chegaram mais próximo de abrir o placar: Mayco Félix dividiu com Félix dentro da área e a bola ficou para Felipe que, de frente para o gol, mandou alto demais, perdendo boa oportunidade.

Afogadenses buscaram se impor com superioridade numérica (Imagem: InStat TV)

Para renovar o fôlego do time, o técnico Ito Roque promoveu as entradas de Matheusinho e Índio, sacando Weverton e Juffo, respectivamente, dando até mais ofensividade. Apesar disso, a equipe pernambucana teve um banho de água fria já perto do fim: Airton Júnior matou um contra-ataque e igualou as peças em campo.

E foi justamente o contra-golpe que surtiu efeito para o Afogados. Após falta mal-sucedida, Matheusinho recuperou a posse próximo ao círculo central e disparou livre em velocidade, abrindo pela esquerda para Paulista. O meio-campista dominou, ganhou da marcação e, sozinho, arrematou na saída do camisa 1 adversário. No último lance, Araújo ainda levantou falta na cabeça de Jean Pierre, entretanto Léo fez um milagre e manteve a vitória da Coruja.

Marcação tricolor ficou mais adiantada na etapa final (Imagem: InStat TV)

Créditos da foto principal: Canindé Pereira/América-RN

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: