Náutico na Série B: como joga taticamente o Vila Nova

Por: Felipe Holanda e Ivan Mota

Olho do tigre. Na emoção da luta, o Náutico visita o Vila Nova para desafiar rival e seguir com chances de G-4 na Série B do Campeonato Brasileiro. Confronto de alvirrubros acontece nesta sexta-feira (5) no Onésio Brasileiro Alvarenga, em Goiânia, às 19h e é válido pela 6ª rodada.

Separamos tudo sobre o próximo adversário alvirrubro: principais posicionamentos táticos, estilo de jogo, números, informações exclusivas de um setorista, jogadores para ficar de olho e muito mais do Colorado goiano.

O TIME

Por conta da sequência sem vitórias, o treinador Higo Magalhães deve fazer algumas alterações na equipe. O experiente meia Wagner pode deixar o time titular, dando lugar ao ponta Matheuzinho, que também atua mais centralizado. Outra mudança é a entrada do lateral-esquerdo Bruno Collaço, já que Willian Formiga, titular da posição, segue lesionado.

Provável escalação do Tigre para o duelo contra o Timbu (Feito no Tactical Pad)

COMO ATACA

Vivendo momento complicado na Série B, com quatro empates e uma derrota nas cinco primeiras rodadas, o Tigre tem uma média de um gol por partida. No Campeonato Goiano os números foram melhores, liderando o Grupo B e marcando 17 vezes em dez jogos, tendo o segundo melhor ataque da primeira fase. Quando parte para o campo ofensivo, pode se armar em um 4-2-3-1, com um dos laterais se aproximando dos pontas.

Vila Nova parte parte para o ataque armado em um 4-2-3-1 (Imagem: Premiere)

“Por conta da sequência de jogos sem vencer, Higo Magalhães deve fazer algumas alterações no setor de ataque. Tirando Wagner do meio campo e colocar Matheuzinho, que vem jogando como atacante de beirada, na função de camisa 10, dando mais velocidade no setor”

Paulo Massad, repórter na Rádio Sagres

A principal estratégia é apostar em passes curtos. Neste cenário, o Colorado tende a valorizar a posse de bola desde o início da construção de jogadas, no campo defensivo, formando uma saída 4+2. Desse modo, os volantes se aproximam da primeira linha, dando liberdade para as peças do ataque se isolarem mais à frente.

Alvirrubros saindo para o jogo com apoio dos volantes (Imagem: SporTV/Premiere)

COMO DEFENDE

A defesa também teve números aceitáveis no Estadual, mas não vem bem na Série B, sofrendo gols em quatros das cinco partidas que disputou até o momento. Se fechando na defesa, o time pode se postar em um 4-4-2, com o meia de ligação jogando ao lado do centroavante, porém, também recuando para dar o primeiro combate.

Tigre se defende com duas linhas de quatro no campo de defesa (Imagem: Premiere)

Outra opção para os comandados de Higo Magalhães é flertar com o 4-1-4-1 em fase defensiva, tentando povoar melhor o meio de campo. A estratégia sem a bola tem variações ao 4-5-1, quando o alvirrubro goiano busca mais compactação, fechando os espaços para infiltrações dos adversários, tanto pelos lados como no meio.

Posicionamento em transição do ataque à defesa (Imagem: SporTV/Premiere)

“O Vila Nova joga na prática antiga no 4-3-3. Uma linha de quatro defensores, três meias e o trio de ataque. Porém, quando se defende, os atacantes de beirada voltam, formando um 4-5-1 muitas vezes”

Paulo Massad, repórter na Rádio Sagres

PARA FICAR DE OLHO

Rafael Donato (ZAG) – Artilharia aérea. Com 1,93m de altura, o experiente zagueiro de 33 anos chegou ao clube goiano em 2020 e é um dos pilares defensivos da equipe. Tem como uma de suas principais características o apoio ofensivo em cruzamentos e escanteios, sempre levando perigo ao gol adversário.

Arthur Rezende (VOL) – Consistência no meio de campo. Atuando como segundo volante, Arthur Rezende vem tendo boas atuações desde a temporada passada. O ex-jogador do Santa Cruz tem papel importante na defesa e também chegando ao ataque e criando jogadas. Já marcou três gols, dois deles de pênalti, na Série B.

Matheuzinho (PE) – Artilheiro na temporada. Também desde o ano passado no Tigre, Matheuzinho foi o segundo jogador que mais balançou as redes no Campeonato Goiano, com sete gols em 13 partidas disputadas. Em todos as competições, também já distribuiu quatro assistências. Ele pode atuar tanto na ponta, como mais centralizado, atuando como meia armador.

Créditos da foto principal: Roberto Corrêa/Vila Nova F.C.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: