Penalizado: análise Sport 2 x 5 Palmeiras

Por: Ivan Mota

Nas cordas. Em atuação marcada por falhas defensivas, o Sport sofreu nocaute técnico do Palmeiras e foi goleado por 5 x 2, ficando longe da classificação à final na Copa do Brasil Sub-17. Vitor Neves e Riquelmy marcaram para o Leão, enquanto Endrick, duas vezes, Luís Guilherme, Arthur e Riquelme Fillipi completaram a goleada nesta segunda-feira (6), no Arruda, em confronto pela ida das semifinais.

Visando parar o poderoso ataque do Palmeiras, Otávio Augusto armou o Sport com três zagueiros, montando o time no 3-5-2. Isac, Dominy e Patrick formaram o trio de zaga, deixando Ítalo e Cordeiro nas alas. Brenno, Charles Eduardo e Riquelmy desempenharam as funções mais avançadas no ataque.

Escalação inicial rubro-negra teve mudanças para duelo decisivo (Feito no Tactical Pad)

COMO FOI

Primeiro tempo de muitos gols. Logo aos três minutos, o Palmeiras conseguiu seu primeiro pênalti na partida: Luís Guilherme invadiu a área e foi derrubado por Isac. O próprio atacante bateu com categoria para abrir o placar. E não demorou muito para o empate. Vitor Neves aproveitou desvio de Riquelmy após escanteio e mandou para o fundo das redes.

Querendo aproveitar o bom momento, os pernambucanos foram para cima no 3-4-3 quando tiveram a posse de bola, dando liberdade aos laterais para avançarem. E a virada aconteceu já aos 16 minutos. João Victor acertou um passe preciso para Riquelmy, que teve calma para driblar o goleiro e marcar o segundo gol do Leão.

Leão atacou no 3-4-3 querendo a virada (Imagem: SporTV)

Tentando manter o resultado positivo, os meninos do Sport se postaram no 5-3-2, fechando os espaços do ataque alviverde, mas a vantagem só durou até os 26 minutos. Arthur invadiu a área depois de lindo passe de calcanhar dado por Riquelme Fillipi e chutou com categoria, encobrindo Aranha. Pouco depois, Gilberto levantou para Endrick subir e testar para o fundo do barbante.

E o Porco ainda aumentou a vantagem antes do fim da primeira etapa. Thalys avançou pelo lado direito, pegou rebote do próprio chute e cruzou para a grande área. O atacante Endrick subiu sozinho entre os zagueiros e apenas desviou de cabeça para anotar o quarto gol dos visitantes.

Donos da casa se fecharam com linha de 5 (Imagem: SporTV)

E o segundo tempo começou igual ao primeiro, com novo pênalti marcado para o time de São Paulo; dessa vez, Riquelme Fillipi foi derrubado na saída de Aranha. Ele mesmo foi para a cobrança e bateu no canto, marcando o quinto gol e dificultando ainda mais a vida do Leão da Ilha.

Tentando de alguma maneira diminuir a desvantagem, o Sport se armou no 5-3-2 tendo a posse. Porém, foram poucas chances criadas, com os jogadores errando muitos passes na saída ao ataque. As melhores oportunidades surgiram em cruzamentos provenientes dos alas, mas sem real perigo.

Para diminuir desvantagem, Sport atacou no 5-3-2 (Imagem: SporTV)

Sem a bola, os Leões da base se fecharam em alguns momentos no 5-4-1. Apenas Riquelmy ficava isolado no campo ofensivo, enquanto Charles Eduardo recuou para formar a segunda linha. Ainda assim, o Palmeiras seguiu criando chances, com o goleiro Aranha salvando os pernambucanos de uma goleada ainda maior.

Nos minutos finais, ainda deu tempo de mais uma penalidade máxima para os palmeirenses, tendo Kauan Vitor derrubado na área. Vitor Neves, autor do primeiro gol e capitão leonino, foi expulso por reclamação. Estêvão, que entrou no segundo tempo, foi para a cobrança e acertou o travessão, mantendo o placar até o apito final.

Compactação defensiva rubro-negra na etapa final (Imagem: SporTV)

Créditos da foto principal: Anderson Stevens/Sport

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: