Caindo de pé: análise Palmeiras 2 x 3 Sport

Por: Ivan Mota

Bom enquanto durou. O Sport até conseguiu vencer o Palmeiras, por 3 x 2, mas acabou eliminado da Copa do Brasil Sub-17. Charles Eduardo, Vitor Reis (contra) e Lukinhas marcaram para o Leão, enquanto Thalys e Luis Guilherme anotaram os gols do Verdão nesta sexta-feira (10), na Arena Barueri, no jogo de volta das semifinais.

Para o segundo confronto frente aos alviverdes, o técnico Otávio Augusto não teve a presença do volante Vitor Neves, suspenso depois da expulsão na ida. Assim, Dedezinho foi acionado no seu lugar, enquanto Samuel ganhou vaga de Patrick no trio de zaga; Fernandinho ocupou espaço de Brenno no ataque, formando assim um 5-4-1.

Leoninos iniciaram partida com linha de 5 na defesa (Feito no Tactical Pad)

COMO FOI

Domínio total do Palmeiras nos primeiros minutos. Mesmo sem conseguir criar grandes chances, os donos da casa mantiveram a posse de bola e trocando passes com tranquilidade, por muitas vezes com quase todos os jogadores no campo de ataque.

Aguentando a pressão, o Sport se fechou em um 5-4-1, com Fernandinho e Charles Eduardo ocupando a segunda linha, tendo Riquelmy adiantado. Mas aos 27 minutos não deu para segurar. Gilberto acertou um belo cruzamento na cabeça de Thalys, que não perdoou e tirou do alcance de Aranha, abrindo o placar.

Garotos do Leão ficaram no 5-4-1 sem a bola (Imagem: SporTV)

A situação ficou ainda mais complicada logo depois: Endrick foi derrubado por João Victor já na entrada da grande área; o camisa 8 rubro-negro era o último homem e foi expulso. Mesmo com a desvantagem numérica, o time ainda tentou sair em alguns contragolpes, postado num 4-4-1, tendo Ítalo fechando a segunda linha pelo meio.

Curtindo o conteúdo. Apoie nosso projeto clicando aqui ou via pix. Chave: pernambutatico@gmail.com

Mas os últimos minutos da primeira etapa seguiram com amplo domínio do Verdão. O goleiro Aranha até foi acionado algumas vezes, fazendo defesas seguras em chutes de Gilberto e Endrick. Com isso, a vantagem mínima do Palmeiras se manteve até o final da metade inicial.

Pernambucanos tentaram atacar no 4-4-1 (Imagem: SporTV)

O segundo tempo começou na mesma toada. Aranha fez grande defesa em finalização de Endrick logo aos nove minutos. Pouco depois, o Palmeiras teve eficiência e aumentou a vantagem. Luis Guilherme aproveitou contra-ataque e avançou com muita velocidade, invadindo a grande área e finalizou para o gol esbanjando categoria.

A partida pareceu tranquila para os paulistas e, depois de muitas alterações, uma reação improvável do Leão da Ilha aconteceu. Charles Eduardo anotou golaço com chute colocado ao receber pela esquerda e diminuiu o placar. Acreditando no empate, o time partiu para cima num 3-5-1, tendo o próprio camisa 10 armando as melhores jogadas.

Rubro-negros partiram ao ataque no 3-5-1 (Imagem: SporTV)

E o gol do empate saiu de uma falha absurda da defesa palmeirense. Vitor Reis tentou recuar a bola para o goleiro César, contudo o passe saiu errado e acabou morrendo no fundo da rede. E ainda deu tempo para a virada. Já aos 42 minutos a arbitragem viu um toque na mão do zagueiro João Führ depois de cruzamento de Kedson: Lukinhas cobrou e garantiu inesperada vitória na Arena Barueri.

Créditos da foto principal: Fabio Menotti/Palmeiras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: