Impreciso: análise Sport 0 x 0 Grêmio

Por: Mateus Schuler

Pouco calibre. Falhando na pontaria, o Sport não saiu do empate sem gols diante do Grêmio, mas seguiu no G-4 pela boa atuação defensiva. Resultado de 0 x 0 aconteceu nesta segunda-feira (13), na Arena de Pernambuco, em duelo válido pelo fechamento da 12ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

Para o compromisso, o treinador Gilmar Dal Pozzo fez apenas duas mexidas da derrota diante do Bahia na última partida. O lateral-direito Ewerthon, que sofreu desconforto na coxa direita, foi substituído por Ezequiel, continuando o 4-2-3-1 de outrora, enquanto Jáderson ganhou a vaga de Everton Felipe pela extrema direita; João Igor, recuperado de duas lesões consecutivas no joelho, figurou como opção entre os reservas.

Escalação pernambucana com duas novidades (Feito no Tactical Pad)

COMO FOI

O confronto iniciou bastante movimentado, com as duas equipes indo para o ataque, mas sem criatividade. O Sport, empurrado pela torcida, foi quem saiu mais intensamente quando teve a bola no pé e buscou povoar ao máximo o campo adversário, já o Grêmio ficou retraído e apostou nos contra-ataques para levar perigo.

Postado no 4-2-3-1 de base apoiado pelos laterais, tendo apenas a dupla de zaga atrás do círculo central, o Leão tentou se infiltrar na marcação gremista para conseguir criar as jogadas. A primeira boa chance, porém, foi do Imortal quando Edílson pegou sobra na entrada da área e mandou próximo à trave direita.

Manutenção tática foi a principal alternativa leonina (Imagem: SporTV/Premiere)

O lance perigoso dos tricolores fez os rubro-negros acordarem de vez dentro das quatro linhas, pois passaram a mostrar maior poder criativo, na maioria das vezes carregados por Juba. Ainda assim, o primeiro bom momento veio depois de uma bola parada; em um rebote na meia-lua de escanteio, Bruno Matias soltou o pé de primeira e mandou à esquerda.

Curtindo o conteúdo. Apoie nosso projeto clicando aqui ou via pix. Chave: pernambutatico@gmail.com

Logo na sequência, após uma troca de passes envolventes e em velocidade, a posse voltou a ficar para o camisa 31, que bateu rente ao poste. Os chutes de média e longa distância se tornaram boa opção para os pernambucanos, que controlaram o ritmo dos gaúchos num 4-4-2 e geraram boas situações. Uma delas foi de Giovanni, que chutou de longe e assustou o goleiro; depois, Juba finalizou colocado ao receber passe de Fabinho na entrada da área e Geromel desviou pela linha de fundo, garantindo o zero ao intervalo.

Marcação consistente manteve placar zerado na etapa inicial (Imagem: SporTV/Premiere)

Para o segundo tempo, Gilmar Dal Pozzo optou por não realizar mudanças, o que manteve a proposta ofensiva. Mesmo assim, o cenário dos primeiros 45 minutos se repetiu, já que os visitantes conseguiram a primeira boa chance: Biel recebeu pela esquerda, girou para a perna direita e a bola saiu próxima à trave.

A partir daí, o Sport teve amplo domínio do confronto, levando mais perigo e conseguindo criar bons momentos. O primeiro deles veio como resposta aos gremistas: Juba cruzou na entrada da pequena área e Kayke testou rente ao poste direito; antes, Jáderson foi servido pelo camisa 46 pela direita, contudo demorou a finalizar e não aproveitou.

Intensidade no ataque não resultou em bola na rede (Imagem: SporTV/Premiere)

Buscando imposição no 4-3-3, tendo Giovanni mais próximo dos volantes, os leoninos ganharam ainda a entrada de Ray Vanegas no lugar de Jáderson. A postura foi mantida, principalmente na busca para tirar o zero do placar: um dos lances surgiu em jogada ensaiada de escanteio; Juba bateu na entrada da área para Giovanni, que emendou de primeira e a bola saiu com perigo.

Ainda que tivessem mais volume de jogo, os leoninos perderam criatividade e os gremistas passaram a equilibrar as ações, tentando infiltrar na sólida e forte marcação rubro-negra. Passando a se fechar no 4-5-1 depois de Búfalo e Thiago Lopes serem acionados nos lugares de Kayke e Giovanni, na ordem, os pernambucanos ainda viram Campaz arrematar de longe e parar em boa intervenção de Maílson, que fizeram o placar terminar sem alterações.

Solidez defensiva ajudou a manter resultado até o fim (Imagem: SporTV/Premiere)

Créditos da foto principal: Anderson Stevens/Sport

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: