Dormindo no ponto: análise Santa Cruz 0 x 2 Jacuipense

Por: Ivan Mota

Nem o apoio em massa de seu torcedor fez com que o Santa Cruz mantivesse sequência invicta na Série D do Campeonato Brasileiro. Em atuação aérea, a Cobra Coral perdeu por 2 x 0 do Jacuipense e deixou a zona de classificação do Grupo A4. Os gols dos baianos neste domingo (19) pela 10ª rodada, no Arruda, foram marcados por Thiaguinho e Robinho.

O técnico Marcelo Martelotte promoveu duas mudanças em relação ao time que empatou contra o CSE, fora de casa, na última rodada. Wescley retornou após suspensão, colocando Elyeser novamente no banco. Fabrício e Raphael Macena foram outras novidades, substituindo Matheuzinho e Rafael Furtado, ambos suspensos pelo terceiro amarelo.

Edson Ratinho iniciou mais adiantado na escalação coral (Feito no Tactical Pad)

COMO FOI

Começo devagar. Os primeiros minutos foram marcados por jogo bastante truncado e de poucas chances, mas foi o Santa Cruz quem tentou se impor e teve mais a posse de bola. Apesar de ficar rondando muitas vezes a grande área dos baianos, o time só conseguiu levar perigo por meio de cruzamentos, principalmente dos pés de Edson Ratinho, e lançamentos longos.

Com a posse, o Tricolor avançou algumas vezes postado num 4-3-3; nesses momentos, Edson Ratinho atuou mais próximo a Gilberto e Wescley, tentando iniciar as jogadas e municiar os companheiros de ataque. A melhor chance dos pernambucanos até o momento saiu de um lindo voleio de Hugo Cabral, completando cruzamento de Wescley; a bola passou muito perto, mas havia sido marcado impedimento.

Disposição do Mais Querido antes de ficar em desvantagem (Imagem: InStat TV)

Apesar disso, quem abriu o placar foi a Jacupa. Thiaguinho recebeu ótimo lançamento, ultrapassou toda a defesa coral e driblou Jefferson na saída do gol, só tendo o trabalho de empurrar para o fundo das redes. Após ficar em desvantagem, a Cobra Coral passou a atacar mostrando mais qualidade e conseguiu chegar com perigo; Raphael Macena criou pelo menos três boas chances, porém não conseguiu o empate.

Curtindo o conteúdo. Apoie nosso projeto clicando aqui ou via pix. Chave: pernambutatico@gmail.com

Sem a bola, os donos da casa se fecharam com duas linhas de quatro bem definidas, tendo apenas Raphael Macena e Fabrício no campo de ataque, o que impediu a criação de jogadas dos visitantes até o fim da primeira etapa. Mesmo levando perigo no ataque, os tricolores não conseguiram empatar o duelo nos primeiros 45 minutos.

Tricolor do Arruda sem compactação em fase defensiva (Imagem: InStat TV)

Por muito pouco, o Santa Cruz não conseguiu o empate aos cinco minutos do segundo tempo depois do goleiro Mota se atrapalhar com o zagueiro Renato, que quase marcou contra. A grande falha da etapa final foi da defesa Coral, quando simplesmente parou após passe de Newton, deixando Robinho livre para receber, driblar Jefferson e ampliar a vantagem.

De forma desorganizada os donos da casa até conseguiram criar algumas boas chances para diminuir o placar, mas o atacante Raphael Macena não estava em dia inspirado, empilhando erros nas finalizações. Após algumas alterações, a equipe avançou num 4-2-3-1 com o estreante Anderson Ceará tentando atuar centralizado no meio e mais próximo ao centroavante, porém o nervosismo e a falta de qualidade mantiveram a derrota até o apito final.

Tentativa de investida ofensiva, mas sem sucesso (Imagem: InStat TV)

Créditos da foto principal: Evelyn Cristina/Santa Cruz

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: