Sport na Série B: como joga taticamente o Brusque

Por: Mateus Schuler

Contando as horas. Sem vencer há três jogos, o Sport faz duelo decisivo diante do Brusque para reverter histórico negativo e sonhar com volta ao G-4 na Série B do Campeonato Brasileiro. Partida acontece neste sábado (25) às 18h30, na Ilha do Retiro, pela 14ª rodada; única vez que duelaram foi na Copa do Brasil de 2020, ainda durante a primeira fase.

Separamos tudo sobre o adversário rubro-negro: principais posicionamentos táticos, estilo de jogo, números, informações exclusivas de um setorista, jogadores para ficar de olho, e muito mais do Quadricolor.

O TIME

Em relação ao time que bateu o Criciúma fora de casa, o técnico Luan Carlos sinaliza mudanças, mesmo sem baixas por suspensão ou lesão. Tendência é o Marreco ir a campo com a volta de Rodolfo Potiguar, suspenso, no lugar de Zé Mateus — por opção — e um novo trio de ataque: Jaílson e Todinho saem e abrem vaga para Alex Ruan e Crislan, respectivamente; Kaio Nunes, por outro lado, deixou o clube e tem Alex Sandro acionado para fechar o 4-3-3.

Possível escalação dos catarinenses frente aos leoninos (Feito no Tactical Pad)

COMO ATACA

Nem lá, nem cá. Nona equipe no índice de mais finalizações, totalizando 169, o Brusque tem aproveitamento ruim. Não por acaso, acumula o terceiro pior ataque da Segundona, marcando apenas 10 gols nos 53 chutes certos dados às metas adversárias, o que representa um a cada 5,3 arremates e 31,4% de aproveitamento no alvo.

Quando tem armador em campo, formatação ofensiva fica diferente (Imagem: Brasileirão Play)

A tendência é que o time entre em campo com três volantes, mas se tiverem dois a expectativa é a formação do 4-2-3-1 no momento da posse durante a fase ofensiva, podendo alternar ao 4-3-3. Caso opte por fazer a transição na base do jogo apoiado, sem ter dependências da formatação no meio, tem a composição numa saída 4+1, recuando um dos cabeças de área próximo às peças da linha defensiva.

Curtindo o conteúdo. Apoie nosso projeto clicando aqui ou via pix. Chave: pernambutatico@gmail.com

Primeiro volante recua para apoiar laterais na transição (Imagem: Brasileirão Play)

“Em jogos fora de casa, Luan tem optado por ter três volantes, mesmo tendo dois meias armadores de origem à disposição. Assim, busca fazer as jogadas fluírem pelos lados, inclusive deixando de improvisar Alex Ruan na referência com a volta de Fernandinho e Crislan aparecer como opção”

Rodrigo Santos, repórter na TV Brusque

COMO DEFENDE

Dono da segunda pior defesa na parte superior da tabela junto ao Tombense com 13 gols e à frente apenas do CRB, que sofreu 17, o Marreco busca melhor momento. Apesar de serem o sexto time que menos teve chutes contra a sua meta, tanto certos como geral, os catarinenses têm cometido mais falhas de posicionamento defensivo.

Expectativa é da formação de um 4-1-4-1 sem a posse (Imagem: Brasileirão Play)

Por ter três volantes no meio, espera-se a manutenção do 4-1-4-1 sem a bola usado frente ao Criciúma, visando povoar a entrelinha com um dos cabeças de área e o centroavante mais isolado, tendo os blocos médio/baixos. Ainda há a possibilidade, se forem dois jogadores na contenção, de formar um 4-5-1, evitando troca de passes e infiltrações pelos lados do campo.

“Um dos volantes, que pode ser Trindade ou Rodolfo Potiguar, é o responsável por fazer proteção da linha de zaga. Os demais, porém, se juntam aos jogadores da beirada, tentando fechar o máximo de espaços para evitar infiltrações dos adversários no campo defensivo”

Rodrigo Santos, repórter da TV Brusque
Apenas o atacante de referência fica sem obrigações de marcar (Imagem: Brasileirão Play)

PARA FICAR DE OLHO

Airton (LE) – Jogador que mais troca passes no Brusque em toda Série B, tem aproveitamento de 73% no campo ofensivo. Além disso, se destaca também nos cruzamentos, sendo o líder da equipe com 22 acertos, assim como nas rebatidas, tendo 39 no total. Ainda não marcou gols ou deu assistências, mas já criou duas grandes chances.

Rodolfo Potiguar (VOL) – Velho conhecido do futebol pernambucano, por ter passado em Porto, Náutico e Salgueiro, nesta ordem, o volante vem sendo o principal pilar do meio-campo. Líder do Quadricolor e vice-líder do certame em desarmes, acertando 30, o cabeça de área acumula seis interceptações, mostrando bom tempo de bola defensivo.

Crislan (ATA) – Depois de passar três meses sem atuar nesta temporada, o atacante do Marreco vem tentando recuperar o bom futebol de outrora, que o fez ser negociado ao futebol do exterior. Nesta Segundona, deu apenas seis finalizações, mas marcou um gol — de cabeça — na única certa, destacando a força na bola aérea.

Créditos da foto principal: Jefferson Alves/Brusque FC

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: