Como treinar seu dragão: análise Retrô 1 x 0 América-RN

Por: Mateus Schuler

Controlando a partida, o Retrô venceu o América-RN e está com a vaga na próxima fase da Série D do Campeonato Brasileiro praticamente garantida. Em partida neste domingo (26), na Arena de Pernambuco, a Fênix foi mais eficaz na pontaria e bateu o Dragão pelo placar mínimo: gol solitário de Mascote; vitória deixou a equipe dependendo de simples empate para ir ao mata-mata.

Para o confronto diante dos potiguares, o treinador Dico Wooley realizou uma novidade nesta Quarta Divisão: entrou com três zagueiros de origem entre os 11 iniciais, tendo Yuri Bigode como lateral-direito no lugar de Pedro Costa. Já o zagueiro Renan Costa ganhou a vaga de volta depois de cumprir suspensão, mantendo o 4-3-3 azulino.

Escalação inicial dos retroenses diante dos americanos (Feito no Tactical Pad)

COMO FOI

Com briga semelhante, apesar de ocuparem posições distintas no G-4, Retrô e América-RN começaram o confronto demonstrando bastante equilíbrio ao atacar, mas ambos sem criatividade. Muito estudo nos primeiros 20 minutos fez o ritmo ficar abaixo da intensidade apresentada, pois os dois lados foram falhos na pontaria.

Tentando se impor em casa, a Fênix passou a chegar mais intensamente no setor ofensivo e passou a assustar. Num dos lances, Gustavo Ermel levantou falta na pequena área, Yuri Bigode desviou de cabeça e a defesa adversária fez o corte; o rebote ficou para o zagueiro, que completou mandando direto para fora. Formando um 3-5-2, tendo o volante Charles no meio da dupla de zaga e amplitude dos alas, conseguiu sair em vantagem: Mayk cruzou para o artilheiro Mascote chutar forte e abrir o placar.

Laterais participaram da criação azulina (Imagem: InStat TV)

A vantagem deu mais tranquilidade aos pernambucanos, que foram menos ansiosos ao ter a posse. Seguros defensivamente, pouco sofreram perigo dos alvirrubros, ocupando o máximo de espaços do meio para trás e bloqueando as entrelinhas, apesar de performarem com duas linhas de 4 ao ficarem sem a posse.

Curtindo o conteúdo. Apoie nosso projeto clicando aqui ou via pix. Chave: pernambutatico@gmail.com

Para o segundo tempo, o treinador retroense decidiu não modificar nenhuma peça, muito pela boa postura apresentada durante a etapa inicial. Sólida em seu próprio campo e aguda quando necessário no ataque, a Fênix buscou se valer da vitória parcial para ir domando o Dragão sem sustos, porém o duelo voltou a ficar equilibrado.

Azulinos controlaram investidas dos potiguares (Imagem: InStat TV)

Para tentar renovar o fôlego ofensivo e resolver de vez o jogo, Dico promoveu três modificações: Gustavo Ermel, Gelson e Yuri Bigode saíram para entradas de Alencar, Rodrigo Fumaça e Pedro Costa. Logo na sequência, Breno entrou no lugar de Matheus Serafim, mas foi o adversário que finalizou: Zé Eduardo recebeu de Wallace Pernambuco e parou em defesa de Jean.

Formando um 4-2-4 para fechar o placar, os anfitriões deram imposição no ataque e passaram a pressionar os visitantes cada vez mais. Ainda assim, a equipe pernambucana não foi criativa e pecou na pontaria quando chegou ao último terço, entretanto garantiu a vitória e se aproximou da classificação pela atuação defensiva.

Mesmo tentando sufocar, Fênix não obteve sucesso (Imagem: InStat TV)

Créditos da foto principal: Raphael Cunha/Retrô FC Brasil

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: