Náutico na Série B: como joga taticamente o Novorizontino

Por: Felipe Holanda

Timboscada. Precisando vencer, o Náutico tem confronto diante do Novorizontino para domar o Tigre e encerrar jejum de vitórias como mandante na Série B do Campeonato Brasileiro. Partida acontece neste sábado (2) às 18h30, nos Aflitos, sendo válida pela 16ª rodada.

Separamos tudo sobre o próximo adversário alvirrubro: principais posicionamentos táticos, estilo de jogo, números, informações exclusivas de uma setorista, jogadores para ficar de olho e muito mais do Aurinegro.

O TIME

Sem muitas surpresas. Vindo embalado pelas vitórias sobre Bahia e Vasco, fora e dentro de casa respectivamente, o time de Rafael Guanaes tem apenas uma mudança da última partida, visando manutenção dos titulares. Lateral-esquerdo Romário, que cumpriu suspensão na última rodada, retorna à titularidade no lugar de Paulinho, repetindo as demais peças.

Provável formação inicial do Aurinegro (Feito no Tactical Pad)

COMO ATACA

Bolas longas de intensidade. Vindo de atuação quase impecável na vitória sobre o Vasco, no meio de semana, o ataque do Novorizontino tende a ser objetivo, fluindo entre o 4-2-3-1 e o 4-3-3 na hora em que tenta ameaçar a defesa rival. Em 15 partidas, foram 14 gols marcados, média de quase um a cada 90 minutos, acumulando saldo negativo de dois.

Tentativa de imposição no ataque em vitória sobre o Vasco (Imagem: Premiere)

“Com a chegada de Guanaes, o Novorizontino acabou se tornando uma incógnita aos adversários. O próprio treinador busca novas alternativas dependendo do confronto. O time tem buscado povoar o campo ofensivo, formando o meio-campo com apenas um volante”

Júlia Vieira, repórter na Rádio Amizade FM

Curtindo o conteúdo? Apoie nosso projeto clicando aqui ou via pix. Chave: pernambutatico@gmail.com

Outra opção para os comandados de Rafael Guanaes é concentrar a maioria de suas jogadas por dentro, contando com o apoio dos laterais na construção. Dessa forma, consegue encontrar espaços na marcação adversária, tendo um trio de atacantes à espera do passe para arrematar em gol, geralmente bem municiado.

Apoio dos laterais no último terço (Imagem: SporTV/Premiere)

COMO DEFENDE

Se o sistema ofensivo dá conta do recado, a defesa é uma das piores de toda a Segundona. Ao todo, o Novorizontino sofreu 16 gols, sendo o quinto mais vazado, à frente apenas de CRB e Londrina, com 17, e Náutico e Guarani, que possuem 18 tentos contra suas metas. A principal estratégia sem a bola é explorar duas linhas de 4 no 4-4-2.

Posicionamento na defesa em blocos médios (Imagem: Premiere)

“Defensivamente, a equipe forma majoritarimente duas linhas de 4, propondo assim uma marcação mais intensa. Dessa maneira, tenta evitar que o adversário consiga criar jogadas perigosas, fechando ao máximo os espaços”

Júlia Vieira, repórter na Rádio Amizade FM

Quando tenta proteger melhor o meio, a equipe paulista pode flertar entre o 4-5-1 e o 4-1-4-1, tendo um cabeça de área à frente da primeira linha e o centroavante marcando a saída de bola rival. Tal modelo é visto com maior frequência em jogos fora de casa, nos momentos que o adversário tenta ser agressivo por dentro.

Compactação aurinegra como visitante (Imagem: SporTV/Premiere)

PARA FICAR DE OLHO

Romário (LE) – Nome de craque. Ironicamente, Romário é quem tenta dar mais solidez ao sistema defensivo do Tigre, sendo o líder do time em média de interceptações por jogo, duas, além de 2.2 carrinhos a cada 90 minutos. Tem a marcação como um dos seus principais trunfos.

Diego Torres (MEIA) – Cerebral. O argentino é quem comanda a maioria das ações do Novorizontino no último terço, seja tentando o arremate ou servindo algum companheiro. Diego Torres tem a perna esquerda calibrada e acumula um gol e uma assistência nesta Segundona, fazendo a função de um típico camisa 10.

Douglas Baggio (PD/PE/ATA) – Goleador. Outro que tem nome de gênio, o pernambucano é a grande arma ofensiva dos aurinegros na competição. Ao todo, são três bolas nas redes. Uma delas no triunfo em cima do Vasco, selando o 2 x 0. Pode fazer lado de campo ou centralizar, sendo um perigo constante às defesas rivais.

Créditos da foto principal: Ozzair Jr/Novorizontino

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: