Náutico na Série B: como joga taticamente o Grêmio

Por: Mateus Schuler

Timbu instigado. O Náutico visita o Grêmio para manter sequência positiva e contrariar retrospecto negativo diante do rival: apenas três vitórias em 33 jogos. Partida acontece nesta sexta-feira (8) às 21h30, em Porto Alegre, sendo válida pela 17ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

Separamos tudo sobre o adversário alvirrubro: principais posicionamentos táticos, estilo de jogo, números, informações exclusivas de um setorista, jogadores para ficar de olho, e muito mais dos gremistas.

O TIME

Três novidades. Sem a presença de Janderson, suspenso, o Tricolor Gaúcho tem ainda dois retornos para encarar o Timba. Mantendo com uma linha de 4 na defesa, Roger Machado segue sem o retorno de Kannemann, lesionado, mas ganha as voltas de Biel e Villasanti, enquanto Ferreira fica como opção entre os reservas.

Provável escalação do Imortal tem manutenção da linha de 4 na defesa (Feito no Tactical Pad)

COMO ATACA

Seguindo com uma postura reativa mesmo modificando o sistema tático, os gaúchos têm o segundo pior ataque dentre os 10 melhores posicionados. Os tricolores marcaram apenas 13 gols e dependem muito de Diego Souza, que fez sete deles e é quem conclui a maior parte das jogadas criadas no campo ofensivo.

Transição ofensiva ocorre em jogo apoiado da defesa (Imagem: Brasileirão Play)

Sem os três zagueiros de antes, o 4-2-3-1 de Roger pode ser constante, pois vem utilizando uma primeira linha de 4 nos últimos três jogos. Assim, apenas Diego Souza se configura mais isolado. O Tricolor vem tendo uma saída mais organizada, ou pelo menos mais efetiva, pois faz saída em 4+2, como foi visto diante do Londrina, acelerando a progressão de posse.

Curtindo o conteúdo? Apoie nosso projeto clicando aqui ou via pix. Chave: pernambutatico@gmail.com

Volantes ajudam meio-campistas na criação (Imagem: Brasileirão Play)

“O Grêmio mudou seu estilo de jogo há algumas rodadas, por conta da lesão de Kannemann, saindo do esquema com três zagueiros e voltando à linha defensiva com quatro jogadores. Apesar de estar em má fase, Elias deve seguir como a opção para o ataque”

Rafael Pfeiffer, repórter da Rádio Guaíba

COMO DEFENDE

Melhor defesa. A briga por uma das vagas na elite não é por acaso. Em 16 jogos disputados até o momento, foram apenas cinco gols sofridos, o que dá 0,31 de média. Muito se deve ao forte poder de marcação imposto por Roger, seja quando tinha os três zagueiros ou agora, com formação de uma linha de 4.

Imortal sobe linhas para pressionar saída adversária (Imagem: Brasileirão Play)

“A defesa segue sendo a melhor da competição mas, sem o sistema formado por três zagueiros, Geromel passou a ficar menos protegido. Mesmo assim, o capitão do time continua sendo o principal destaque nas partidas. Destaca-se também que o lateral-direito Rodrigo diminuiu as subidas ao ataque, deixando essa função mais ao lateral-esquerdo Nicolas, com ambos protegendo bem sem a bola”

Rafael Pfeiffer, repórter da Rádio Guaíba

O desenho mais comum do Imortal, ao ficar sem a bola, é o 4-5-1 com blocos médio/altos, tentando impedir a troca de passes, principalmente quando o adversário cria por dentro. Outra alternativa é performar um 4-4-2 de base, mantendo as linhas na mesma altura, mas tendo aproximação maior entrelinhas para evitar infiltrações, tanto pelos lados como no meio.

Compactação gremista busca fechar máximo de espaços entrelinhas (Imagem: Brasileirão Play)

PARA FICAR DE OLHO

Geromel (ZAG) – Referência. O zagueiro de 36 anos chegou ao Grêmio ainda em 2014 e foi essencial nas conquistas da Copa do Brasil de 2016 e da Copa Libertadores da América de 2019. Um dos líderes no elenco para a Série B, foi titular em todos os jogos até o momento e impressiona pelo baixo número de faltas, apenas 0,7 por jogo, e por ter tomado dois cartões amarelos, sendo o principal destaque da melhor defesa da competição, com apenas cinco gols sofridos.

Biel (PD) – Garçom. Emprestado pelo Fluminense para disputar a Segundona, o jogador de 21 anos conquistou rapidamente espaço no time gremista. Biel é o segundo que mais deu assistências no certame, totalizando quatro passes para gol em 15 jogos, além de ter marcado um gol. O extremo se destaca por sua velocidade e dribles pelo lado do campo, sempre dando muito trabalho aos defensores adversários.

Diego Souza (ATA) – Matador. Autor de sete gols e duas assistências, Diego Souza segue atuando em alto nível com a camisa do Grêmio mesmo aos 37 anos, sendo responsável direto por nove dos 13 gols marcados pelo time até o momento. Aliando força física e técnica, o camisa 29 é o principal jogador do time e precisa ser marcado com atenção também em jogadas áreas, já que balançou as redes três vezes de cabeça na competição.

Créditos da foto principal: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: