Fênix inalcançável: análise Retrô 1 x 0 Sousa

Por: Ivan Mota

Voando alto, o Retrô teve mais uma atuação incontestável e confirmou a liderança isolada. A Fênix derrotou o Sousa por 1 x 0 neste sábado (9), na Arena de Pernambuco, pela 13ª rodada do Grupo A3 da Série D do Campeonato Brasileiro. Renan Dutra marcou o único gol na vitória que garantiu os pernambucanos no topo.

Classificado ao mata-mata, o técnico Dico Wooley realizou duas mudanças em relação ao time titular que bateu o Globo, fora de casa, na última rodada. Alencar ganhou a vaga no meio de campo, deixando Gelson no banco. Já no ataque, Matheus Serafim deu espaço para Diego Cardoso pela ponta direita ofensiva dos retroenses.

Escalação inicial dos azulinos frente aos paraibanos (Feito no Tactical Pad)

COMO FOI

Imposição no começo. No encontro do líder diante do vice do grupo, o Retrô iniciou o jogo mostrando força e levando perigo constante ao gol do Sousa. A principal chance dos primeiros minutos foi desperdiçada por Radsley, que se aproximou de marcar após rebote na finalização de Franklin Mascote, mas o chute saiu por cima da barra.

Em busca da vantagem, a Fênix partiu ao ataque no 4-2-3-1, com bom apoio do lateral-direito Felipinho, ajudando na criação. Gustavo Ermel variou muito de posicionamento com Radsley, em alguns momentos surgindo até mais no meio e buscando armar jogadas na direção do artilheiro Mascote, isolado na referência.

Fênix atacou no 4-2-3-1 querendo abrir o placar (Imagem: InStat TV)

Os pernambucanos continuaram pressionando, obrigando inclusive o goleiro Ricardo a realizar uma série de boas defesas. Aos 28 minutos não deu para o camisa 1 do Dino. Gustavo Ermel cobrou escanteio com perfeição na cabeça de Renan Dutra, que testou firme; bola ainda foi no travessão antes de cruzar a linha.

Curtindo o conteúdo? Apoie nosso projeto clicando aqui ou via pix. Chave: pernambutatico@gmail.com

Os paraibanos até conseguiram pressionar em busca do empate ainda nos 45 minutos iniciais, entretanto pararam em boas defesas de Jean e na falta de pontaria. Tentando se defender das investidas, os azulinos se fecharam no 4-5-1, tendo apenas o centroavante atuando mais avançado e os pontas na recomposição para fechar a segunda linha ao lado dos meio-campistas.

Donos da casa segurando pressão dos visitantes (Imagem: InStat TV)

A segunda etapa foi bastante equilibrada, ao contrário da primeira, fazendo os dois times criarem boas chances. O Retrô buscou pressionar para ampliar o resultado, porém voltou a parar na grande atuação do camisa 1 adversário. O Dinossauro também teve suas chances, contudo não conseguiu chegar ao empate.

Seguindo com apoio dos laterais, o time de Camaragibe passou a atacar em um 4-3-3, tendo Mascote jogando de lado após entrada de Giva no segundo tempo. Apesar das tentativas de ambos os lados, o placar permaneceu sem sofrer alterações, o que garantiu à Fênix nova vitória e liderança de seu grupo garantida.

Pernambucanos atacaram com maior intensidade na etapa final (Imagem: InStat TV)

Créditos da foto principal: Marcelo Trajano/Retrô FC Brasil

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: