DesVARlibrado: análise Operário 0 x 0 Sport

Por: Mateus Schuler

Sem pontaria. Além de prejudicado com gol mal anulado, o Sport falhou nas finalizações e empatou em 0 x 0 contra o Operário, seguindo longe do G-4 na Série B do Campeonato Brasileiro. Nesta quinta-feira (14), o Leão abriu a 18ª rodada no Germano Krüger, em Ponta Grossa, e tropeçou diante do Fantasma.

Para a partida, o técnico Lisca optou por voltar ao sistema tático formado por três volantes no meio, mas dessa vez sem um centroavante de origem. Com o desfalque de Giovanni, fora após sentir lesão muscular, o comandante dos rubro-negros promoveu a entrada de Ronaldo ao lado de Fabinho e Blas na cabeça de área, já Ray Vanegas entrou no ataque e deixou Thiago Lopes na referência como falso 9.

Formação inicial dos pernambucanos diante dos alvinegros (Feito no Tactical Pad)

COMO FOI

O confronto iniciou bastante movimentado e, ao mesmo tempo, equilibrado, com os dois times tentando explorar o erro para sair em vantagem. Jogando de maneira reativa, o Sport ficou mais em seu campo e apostou nos contra-ataques como alternativa de passar pela marcação imposta pelo Operário no começo.

Formando um 4-5-1 de blocos médios, o Leão conseguiu neutralizar o ataque adversário, à medida que foi encontrando espaços em busca do gol. A bola parada surgiu como opção e quase surtiu efeito: após escanteio curto pela esquerda, Sander levantou na pequena área e Thyere completou para o gol, mas o impedimento acabou sendo marcado corretamente.

Leoninos usaram contra-golpes e bolas paradas como armas ofensivas (Imagem: SporTV/Premiere)

O gol anulado fez os rubro-negros se atirarem cada vez mais e atacarem em maior intensidade, praticamente sufocando os paranaenses. Sander arriscou de longe pegando sobra da defesa e mandou com perigo. Logo em seguida, o lance polêmico de toda primeira etapa: Sabino deu lançamento na medida para Vanegas que, em posição legal, encobriu Vanderlei; arbitragem marcou novo impedimento, dessa vez erradamente.

Curtindo o conteúdo? Apoie nosso projeto clicando aqui ou via pix. Chave: pernambutatico@gmail.com

Impondo-se num 4-2-4 com os jogadores se alternando no posicionamento, os pernambucanos voltaram a assustar quando Vanegas foi lançado, porém bateu por cima. Em sequência, Fabinho e Sabino pararam na trave depois de cruzamento na área. Maílson ainda salvou num arremate de fora da área em chute de Silvinho, contudo o goleiro alvinegro fez milagre numa tentativa do camisa 11 leonino no contrapé.

Leão mostrou imposição quando teve a bola no pé (Imagem: SporTV/Premiere)

Na volta para o segundo tempo, a intensidade baixou drasticamente e o nível do jogo ficou muito abaixo do que estava. Sem realizar substituições, Lisca foi cauteloso e optou por atacar menos, tentando explorar o erro do Fantasma e assim surpreender. Apesar disso, os donos da casa mostraram maior volume em campo, entretanto não conseguiram assustar.

Para recuperar a ofensividade e sair em vantagem no placar, o comandante leonino promoveu as duas primeiras mudanças: Blas e Vanegas saíram para as entradas de Paulinho e Búfalo, formando um 4-3-3. E o prata da casa logo mostrou serviço, fazendo cruzamentos indo até a linha de fundo; num deles, Thyere cabeceou e Vanderlei fez defesaça. Na sobra, Thiago Lopes mandou para fora, desperdiçando gol feito.

Configuração ofensiva rubro-negra durante segundo tempo (Imagem: SporTV/Premiere)

Do meio para o fim, o confronto voltou a ficar equilibrado, com os dois lados tentando sair em vantagem, porém ambos sem sucesso. Assim, o treinador da equipe da Praça da Bandeira colocou Alan e Pedro Naressi nas vagas que estavam ocupadas por Thiago Lopes e Ewerthon, que saiu sentindo dores no posterior da coxa.

Se fechando num 4-1-4-1, o Leão teve a chance de matar o jogo em contra-ataque fatal que sobrou pela esquerda. Juba, no entanto, finalizou na rede do lado de fora, permanecendo assim no empate sem gols e fazendo o time se manter afastado do grupo de acesso à elite.

Leoninos atacaram no sistema tático-base depois das substituições (Imagem: SporTV/Premiere)

Créditos da foto principal: André Jonsson/OFEC

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: