Imaturo: análise Náutico 1 x 2 Chapecoense

Por: Mateus Schuler

Derrota amarga. Sem forças para segurar a vantagem, o Náutico perdeu para a Chapecoense de virada neste domingo (17), nos Aflitos, e segue no Z-4 da Série B do Campeonato Brasileiro. Após sair em vantagem com Geuvânio, o Timbu falhou duas vezes na bola aérea e foi derrotado por 2 x 1; Léo e Xandão marcaram pela Chape em partida da 18ª rodada.

Sem surpresas. Em relação ao confronto diante do Grêmio, na última rodada, o Timba foi a campo com somente uma mudança, mesmo sendo derrotado. O lateral-direito Thássio recebeu seu terceiro amarelo e cumpriu suspensão automática, tendo Ralph — recuperado de lesão — entrando em sua vaga e deslocando Luís Felipe à ala direita.

Formação inicial do Timba frente aos catarinenses (Feito no Tactical Pad)

COMO FOI

A partida começou bastante equilibrada, já que os dois lados tentaram ter a posse, mas pecaram pela falta de criatividade. Empurrado por sua torcida, o Náutico foi quem demonstrou maior volume de jogo e partiu para cima com mais frequência, conseguindo a primeira boa chance: após boa jogada pela esquerda, João Lucas cruzou na área e Franco emendou de primeira sem dar sustos.

Postados num 3-4-3 tendo somente o trio de zaga atrás do círculo central, os alvirrubros continuaram indo para cima, porém a transição seguiu falha e os ímpetos foram anulados pelos seus próprios erros. Assim, a Chapecoense se atirou e conseguiu seu primeiro grande momento: Betinho ficou com a sobra na entrada da área e chutou forte para defesa segura de Lucas Perri.

Postura ofensiva dos pernambucanos para furar o bloqueio alviverde (Imagem: TV Globo)

Apresentando problemas de compactação defensiva, o Timba foi deixando o setor fragilizado e a Chape passou a ser mais criativa. Em um dos lances que criou, Betinho aproveitou saída errada e arrematou cruzado, tirando tinta da trave direita. Logo na sequência, Perotti entrou na partida substituindo Derek, sentindo dores musculares.

Curtindo o conteúdo? Apoie nosso projeto clicando aqui ou via pix. Chave: pernambutatico@gmail.com

No primeiro lance em campo, explorando um 4-5-1 desordenado do Timbu, o atacante da equipe alviverde levou perigo ao finalizar de fora da área, a bola quicar e quase enganar Perri, contudo o goleiro afastou. Em seguida, o árbitro marcou pênalti a favor dos catarinenses num cabeceio de Perotti na mão de João Lucas; depois de revisão no VAR, a decisão foi revertida.

Falhas na compactação defensiva do Náutico (Imagem: TV Globo)

Para o segundo tempo, Roberto Fernandes optou por mexer no sistema tático ao sacar Pedro Vitor, inoperante na primeira etapa, e promover a estreia de Jonathas Jesus. Dessa maneira, o time passou a ficar num 4-2-3-1 variado ao 4-1-4-1, fazendo João Lucas atuar na função de origem e Jean Carlos com papel de armador.

Apesar da mudança, o primeiro bom lance nos 45 minutos finais foi em favor da Chape: Claudinho bateu forte de fora da área e Perri espalmou. O susto foi a deixa para os anfitriões acordarem de imediato. Jean Carlos chutou firme e parou em defesaça de Vagner, mas Geuvânio apareceu livre como uma bala e completou para a festa nos Aflitos.

Tentativa de imposição sem sucesso no ataque (Imagem: TV Globo)

Impondo-se no ataque, com João Lucas e Júnior Tavares — substituto de Luís Felipe — revezando de posição, o Timba tentou pressionar para ampliar logo a vantagem. Sem sucesso, acabou sucumbindo e cedendo empate na bola aérea: Betinho cobrou escanteio no meio da pequena área, a marcação não afastou e Perotti cabeceou; Léo se antecipou aos defensores e desviou para o gol.

Com o empate no placar, a torcida voltou a incentivar, mas preocupada pela queda de produção alvirrubra dentro de campo. E assim quase o Timba ficou em vantagem novamente. Após bola alçada na área, Jonathas Jesus tocou para o meio e Kieza chegou completando, mas Kevin tirou em cima da linha. No fim, o banho de água fria. Orejuela bateu escanteio na primeira trave para Xandão, que aproveitou novo descuido defensivo e testou no fundo da rede.

Mesmo bem compactado, Timba falhou pelo alto (Imagem: TV Globo)

Créditos da foto principal: Tiago Caldas/CNC

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: