Má impressão: análise Ponte Preta 1 x 0 Náutico

Por: Mateus Schuler

Inoperante. Falho ofensiva e defensivamente sob olhares de Elano, novo técnico já oficializado, o Náutico não conseguiu empolgar e sofreu mais uma derrota na Série B do Campeonato Brasileiro. Nesta quarta-feira (20), no Moisés Lucarelli, o Timbu foi derrotado pela Ponte Preta por 1 x 0, com gol de Eliel em jogo pela 19ª rodada.

Novidades em todos os setores. Na lateral direita, Thiago Ennes entrou como titular, mesmo tendo Thássio de volta após suspensão, enquanto Jobson foi o substituto de Pedro Vitor. No ataque, Geuvânio teve presença de Kieza como parceiro, pois ganhou espaço entre os 11 no lugar de Jean Carlos, ausente por dores no joelho.

Formação inicial do Timba contra os paulistas (Feito no Tactical Pad)

COMO FOI

Fora de casa, o Náutico não se intimidou e foi para cima da Ponte Preta logo no início, conseguindo assustar antes mesmo dos cinco minutos. Depois de boa troca de passes no meio, Franco recebeu de Jobson na pequena área e serviu Kieza, que dominou e mandou para fora a chance; impedimento havia sido marcado. Pouco depois, Fessin finalizou da intermediária rente à trave e também deu susto.

Formando um 4-5-1 e apostando em postura mais reativa, o Timbu passou a controlar melhor o ritmo defensivo, mas apresentando falhas na marcação e dando liberdade na cabeça de área. Apesar de ter espaços, a Macaca teve a pontaria ruim e sequer voltou a levar perigo, assim como os contra-ataques do Timba.

Postura defensiva dos pernambucanos para segurar os ímpetos alvinegros (Imagem: Premiere)

Mesmo com tantos problemas, os alvirrubros conseguiram controlar o duelo e impediram as chegadas dos pontepretanos. Quando tudo pareceu seguro, Léo Naldi achou uma brecha e soltou uma bomba de longe, contudo a bola saiu pela linha de fundo e relativamente próxima ao poste esquerdo. Sinal de alerta teria de ser ligado urgente.

Curtindo o conteúdo? Apoie nosso projeto clicando aqui ou via pix. Chave: pernambutatico@gmail.com

Tentando chegar ao setor ofensivo no 4-3-3, a equipe da Rosa e Silva teve a resposta de imediato num lance bastante despretensioso. Após cobrança de lateral na área, Kieza fez o pivô ao deixar de cabeça direto para Jobson, que emendou de primeira e quase surpreendeu o goleiro Caíque França, parando na trave.

Imposição ofensiva sem sucesso na etapa inicial (Imagem: Premiere)

Para o segundo tempo, Dudu Capixaba optou por promover uma mudança e modificou também o sistema tático ao colocar Pedro Vitor na vaga de Ralph. Dessa maneira, o time passou a ficar num 4-2-3-1, tendo Franco mais focado na armação. Ainda assim, as tentativas vieram de fora da área e quase que simultâneas. Jobson encheu o pé de fora da área e Caíque França afastou o perigo; depois, Geuvânio recebeu após cobrança de escanteio curto e bateu para nova intervenção do camisa 1.

Apesar da evolução no campo ofensivo, o Timbu pecou pela ansiedade e foi improdutivo nas finalizações, além da criação. Para renovar o fôlego do setor, duas substituições foram realizadas: Franco e Kieza saíram para entradas de Robinho e Jonathas Jesus. Nem assim deu jeito, já que a Ponte chegou perto de sair à frente: Bernardo arrematou de fora da área e a bola bateu na trave.

Apesar da mudança tática, Timbu não foi efetivo nos chutes a gol (Imagem: Premiere)

O lance de perigo dos alvinegros gerou outras duas modificações, ambas no meio. Djavan e Júnior Tavares ganharam lugares de Victor Ferraz e Jobson, o que fez o time se fechar ainda mais em duas linhas de 4 para neutralizar as investidas dos anfitriões, pois cresceram e tiveram, assim, maior volume de jogo.

A produtividade foi tanta que, em cruzamento de Echaporã na pequena área, Artur cabeceou para milagre de Lucas Perri, com a defesa tirando pela linha de fundo. Fessin cobrou escanteio no meio da área e Wallisson testou firme e parou na trave, no entanto o sistema defensivo pernambucano afastou mais uma vez. Depois não deu jeito. Fessin levantou novamente no miolo da zaga, Fabio Sanches encostou na segunda trave e Eliel surgiu sozinho para marcar.

Mesmo bem compactado, Timba pecou na bola aérea (Imagem: Premiere)

Créditos da foto principal: Álvaro Jr/Ponte Press

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: