Sport na Série B: como joga taticamente o Criciúma

Por: Gabryele Martins e Ivan Mota

Duelo feroz. Ainda sonhando com uma das vagas no G-4 da Série B do Campeonato Brasileiro, Sport e Criciúma se enfrentam em encontro felino. Partida do Leão contra o Tigre será nesta terça-feira (2) na Ilha do Retiro, pela 22ª rodada, às 21h30.

Separamos tudo sobre o adversário rubro-negro: principais posicionamentos táticos, estilo de jogo, números, informações exclusivas de um setorista, jogadores para ficar de olho, e muito mais do Carvoeiro.

O TIME

Cláudio Tencati já tem duas baixas confirmados para o duelo contra o Sport. O lateral-direito Claudinho, titular do time, continua fora por lesão e, por isso, Cristovam segue atuando pelo setor. Outro importante desfalque é o volante Arilson, que deixou o jogo diante do Londrina machucado; Cazonatti deve ser seu substituto. Além disso, deve ser mantida a base titular, com o retorno de Marcelo Hermes à lateral-esquerda após cumprir suspensão.

Provável escalação inicial dos catarinenses (Feito no Tactical Pad)

COMO ATACA

Atual 9º colocado do brasileiro, o Tigre é dono do quinto melhor ataque da competição ao lado de Ituano, Londrina e Tombense, com 22 gols marcados. O Criciúma até tem grande criatividade para finalizar, mas peca no quesito precisão. Das 318 finalizações dadas até agora, acertou 93, ou seja, 29,25% do total.

Início da transição ofensiva do Carvoeiro (Imagem: SporTV/Premiere)

Curtindo o conteúdo? Apoie nosso projeto clicando aqui ou via pix. Chave: pernambutatico@gmail.com

Para criar a jogadas no setor ofensivo, formam uma saída em 4+2 com os volantes mais recuados apoiando pelo meio a linha defensiva. Depois do meio-campo a equipe adota um 4-2-3-1, tendo um trio ofensivo pelo meio na criação e o centroavante adiantado, sendo auxiliados tanto nos lados por conta do apoio dos laterais, como por dentro pelos volantes.

Tricolores atacam com muitas peças do meio para frente (Imagem: Premiere)

“Criciúma entra em campo contra o Sport na mesma base que foi do turno: time muito forte coletivamente e explorando as laterais. A única diferença é que ficou mais dependente do Marquinhos Gabriel, que tem sido essencial no desempenho do time”

Mateus Mastella, repórter no Tabelando

COMO DEFENDE

Se por um lado o ataque é efetivo, no outro a defesa deixa muito a desejar e é uma dor de cabeça para o treinador Cláudio Tencati. Em 21 jogos, a equipe catarinense sofreu 20 gols — média de praticamente um por partida — e, nas últimas cinco vezes que foi a campo, tem duas derrotas, dois empates e uma vitória; o sistema defensivo ainda foi vazado por cinco oportunidades.

Composição do Tigre em fase defensiva (Imagem: SporTV/Premiere)

Quando perdem a bola, os carvoeiros apostam na marcação formando duas linhas de 4 para impedir o avanço adversário, geralmente num 4-4-2 tendo uma dupla ofensiva mais adiantada para situações de contra-ataque. Outra opção é 4-5-1, quando o meio fica mais povoado e dificulta a movimentação rival, deixando apenas o centroavante à frente.

Compactação em blocos médio/altos para pressionar adversário (Imagem: Premiere)

“Com a chegada de Bocanegra na defesa, pouca coisa mudou. O time ganhou mais experiência com o defensor, mas ainda falta colocar isso na prática. Ele já fez gol de cabeça, mas o Criciúma também já tomou gol de bola parada”

Mateus Mastella, repórter no Tabelando

PARA FICAR DE OLHO

Marcelo Hermes (LE) – De volta. Importante à defesa carvoeira, o lateral-esquerdo retorna após suspensão e tem tudo para fazer uma boa partida. Além de atuar no setor defensivo, o jogador apoia o ataque chegando bem na meta adversária e já soma três gols na Série B, sendo um dos artilheiros do time.

Oswaldo Henríquez (ZAG) – Solidez. Bocanegra ainda não perdeu vestindo a camisa do Criciúma e, apesar da essência defensiva da sua posição, já anotou um gol de cabeça pela Série B do Catarinense. O jogador de 1,86m pode representar perigo nas ofensivas aéreas ante o Sport, que falha costumeiramente nesse tipo de jogada e ainda não conta com sua zaga titular.

Marquinhos Gabriel (MEI) – Artilheiro. Com seis gols em 17 partidas, o camisa 10 é o homem gol do Criciúma na Segundona. Tem um passe preciso, além de boa movimentação pelo lado direito e vai bem no combate individual. Na competição nacional, só conseguiu dar uma assistência, porém já criou três grandes chances, sendo líder da equipe no critério.

Créditos da foto principal: Celso da Luz/Criciúma E.C.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: