Santa Cruz na Série D: como joga taticamente o Tocantinópolis

Por: Ivan Mota

Maturidade. O Santa Cruz inicia caminhada nas oitavas de final da Série D do Campeonato Brasileiro precisando ser maduro para encaminhar classificação no Arruda. Duelo contra o Tocantinópolis será neste domingo (7), no Arruda, às 16h com expectativa de casa cheia.

Separamos tudo sobre o adversário tricolor: principais posicionamentos táticos, estilo de jogo, números, informações exclusivas de um setorista, jogadores para ficar de olho, e muito mais do Papagaio.

O TIME

O treinador Jairo Nascimento deve manter o mesmo time-base que goleou o São Raimundo-AM por 4 x 1 no último jogo. A única novidade esperada será o retorno do experiente atacante Jheimy, substituindo Bambelo e atuando por dentro no comando ofensivo junto aos pontas Hiltinho e Everson Bilal no 4-3-3. Tiago Bagagem, destaque na partida que definiu classificação às oitavas, continua no meio substituindo Pedro Dias, ainda fora por lesão.

Provável escalação do Verdão para confronto em Recife (Feito no Tactical Pad)

COMO ATACA

Atual bicampeão estadual tendo o mesmo time-base da atual temporada, o Verdão do Norte chega com moral após golear o São Raimundo-AM por 4 x 1 para garantir sua classificação. Até o momento, marcou 28 gols em 16 jogos, terminando na vice-liderança no Grupo A2. Partindo para o ataque, pode se postar num 4-2-3-1, explorando a velocidade dos pontas Bilal e Hiltinho, que também atua centralizado em alguns momentos.

Tocantinenses avançam com boa movimentação ofensiva (Imagem: InStat TV)

Curtindo o conteúdo? Apoie nosso projeto clicando aqui ou via pix. Chave: pernambutatico@gmail.com

Sabendo utilizar bem o mando de campo, o Papagaio já conquistou grandes resultados atuando no Ribeirão, incluindo a vitória sobre o Náutico em duelo pela primeira fase da Copa do Brasil deste ano. Outra possibilidade ofensiva é se manter em seu 4-3-3 inicial, ainda explorando a agilidade nos lados do campo.

Alviverdes se preparam para ir ao ataque postado na tática-base (Imagem: InStat TV)

“O time costuma ter a velocidade como uma das suas armas ofensivas, principalmente pelos lados, pois utiliza dois laterais que vão bem no apoio. Marcinho cai pela direita e Chico Bala na esquerda, tendo ainda as presenças de Bilal e Hiltinho nas pontas”

Ademar Costa, comentarista na TV Esportes Mais Tocantins

COMO DEFENDE

A defesa pode ser considerada o ponto fraco do Tocantinópolis. Com 21 gols sofridos nos 14 confrontos da primeira fase, tendo a pior defesa dentre todos os times classificados para o mata-mata. Sem a bola, costuma formar duas linhas de quatro para se fechar, deixando um dos pontas e o centroavante à frente, no campo de ataque, para dar o combate inicial.

Verdão se defende tentando compactação em duas linhas (Imagem: InStat TV)

Outra opção é seguir postado em seu 4-3-3 mesmo sem ter a posse de bola. O veloz ponta Everson Bilal pode ajudar no primeiro desarme, já que sempre surge em velocidade pelo setor direito do ataque e assim forma, em alguns momentos, a linha mais centralizada ao lado dos meio-campistas Gustavo Gomes e Tiago Bagagem.

Tocantinópolis fechado em sua tática inicial (Imagem: InStat TV)

“A tendência é de manutenção do setor. Mesmo sendo jovem, o goleiro Jefferson até vem dando conta do recado, ainda que haja desconfiança por parte dos torcedores pelo fato do jogo ser grande e decisivo. A dupla de zaga, por sua vez, vem bem regular, passando segurança”

Ademar Costa, comentarista na TV Esportes Mais Tocantins

PARA FICAR DE OLHO

Tiago Bagagem (VOL) – Velho conhecido do futebol pernambucano. Natural do Cabo de Santo Agostinho, o volante Tiago Bagagem acumula incontáveis passagens pelos clubes locais. Já atuou por América-PE, Afogados, Cabense, entre muitos outros, e vem se destacando nos último duelos pelo Papagaio, marcando duas vezes na goleada sobre o São Raimundo-RR, incluindo belo gol de falta.

Everson Bilal (PD) – Velocidade e gols. Um dos artilheiros do Verdão na Série D com quatro gols, o ponta direita Everson Bilal tem na rapidez sua principal arma, sempre infernizando as defesas adversárias e chegando até a grande área para definir suas jogadas. Aos 32 anos, o atacante fez sua carreira em equipes do Norte do país, chegando ao Papagaio na última temporada.

Jheimy (ATA) – Esperança de gols. De volta ao time após ficar de fora dos jogos contra o Mundão, o experiente atacante foi artilheiro das duas últimas edições do Tocantinense. Também conhecido do futebol pernambucano por uma passagem apagada pelo Sport, em 2012, tem atualmente três gols em 11 jogos pela Quarta Divisão.

Créditos da foto principal: Jhorge Alves/TEC

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: