A(l)trocidade: análise Ituano 4 x 1 Sport

Por: Mateus Schuler

Sem GPS. Com falhas na bola aérea, principalmente do goleiro Carlos Eduardo, o Sport voltou a perder na Série B do Campeonato Brasileiro, se distanciando ainda mais da parte de cima da tabela. Rafael Elias, duas vezes, Kaio e Roberto foram os autores pelo Galo nos 4 x 1 nesta terça-feira (9), em jogo pela 23ª rodada disputada no Novelli Júnior; Kayke descontou.

Novidades em todos os setores. Na defesa, Sander retornou à titularidade na lateral esquerda após cumprir suspensão, formando a primeira linha junto a Ewerthon, Fábio Alemão e Sabino. No meio-campo, William Oliveira perdeu a vaga entre os 11 para Pedro Naressi, enquanto Vagner Love fez a estreia como titular ao lado de Kayke.

Leoninos tiveram substituções do sistema defensivo ao ofensivo (Feito no Tactical Pad)

COMO FOI

O confronto começou bastante equilibrado, com o Ituano querendo se impor no ataque, enquanto o Sport apostou mais nos contragolpes. Apesar de erros de passe, o Leão cresceu em campo e passou a ter maior posse, passando a apresentar melhor futebol. Assim, conseguiu a primeira boa chance quando Kayke recebeu bom passe de Juba e chutou cruzado rente à trave direita de Jefferson Paulino.

Saindo pro jogo num 4+1, que virou 4-3-1-2 do meio para frente, o time rubro-negro voltou a levar perigo em outras duas oportunidades. Na primeira, Juba cruzou rasteiro e Vagner Love não alcançou; logo na sequência, o camisa 99 foi servido, girou e finalizou dando susto. Ainda assim, o Galo foi quem saiu à frente: Gabriel Barros levantou na área e Kaio aproveitou a falha da primeira linha para cabecear deslocando Carlos Eduardo.

Início da construção ofensiva dos pernambucanos (Imagem: SporTV/Premiere)

Se trabalhando as jogadas os leoninos não obtiveram êxito, a bola parada foi uma boa alternativa, respondendo à altura de imediato. Juba cobrou falta na área, a zaga dos paulistas não afasta e Vagner Love fez bom pivô para Kayke chegar finalizando com força, sem dar qualquer possibilidade de defesa ao goleiro adversário.

Curtindo o conteúdo? Apoie nosso projeto clicando aqui ou via pix. Chave: pernambutatico@gmail.com

Buscando compactação em duas linhas de 4 para segurar as investidas dos donos da casa, a equipe da Praça da Bandeira demonstrou problemas para fechar os espaços, mesmo povoando o meio-campo. E foi novamente a bola aérea que castigou. Mário Sérgio fez o levantamento pela esquerda e Rafael Elias, aproveitando cochilo de Sabino, testou firme.

Problemas defensivos do Sport custaram caro (Imagem: SporTV/Premiere)

No retorno do intervalo, Claudinei Oliveira optou por não promover nenhuma modificação, o que repetiu também os erros cometidos na primeira etapa. O Leão voltou desatento na defesa, ainda que demonstrasse maior volume em fase ofensiva, sofrendo mais um gol pelo alto: Raí Ramos bateu falta no meio da área e Rafael Elias cabeceou para o fundo do barbante.

A desvantagem ainda mais larga no placar gerou duas boas oportunidades para minimizar a derrota, contudo ambas sem sucesso. Na primeira, Denner arriscou de fora da área e Jefferson Paulino se esticou todo para afastar. Em seguida, Ewerthon fez jogada individual pela direita, puxou para a esquerda e finalizou com muito perigo.

Meio ficou mais povoado para neutralizar o Galo (Imagem: SporTV/Premiere)

Do meio para o fim, o treinador leonino promoveu as primeiras duas mexidas: Wanderson e Gustavo Coutinho ganharam as vagas de Denner e Kayke. Logo no primeiro lance, Coutinho completou cruzamento de Sander vindo do lado esquerdo para fora. Pouco depois, foi a vez do camisa 77 tentar em chute de longe na estreia; a bola desviou na marcação e o goleiro dos paulistas fez a defesa.

As últimas duas cartadas de Claudinei foram as entradas de Thiago Lopes e Giovanni, sacando Pedro Naressi e Vagner Love, o que fez o time passar a se postar num 4-3-3 para dar ofensividade. Nem assim deu jeito, já que o duro golpe veio rápido. Roberto recebeu de Léo Ceará em sobra pela esquerda e chutou sem muita força; Carlos Eduardo falhou feio e a bola morreu no fundo do barbante.

Mesmo muito ofensivo, pernambucanos não furaram bloqueio adversário (Imagem: SporTV/Premiere)

Créditos da foto principal: Rafael Bandeira/SCR

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: