Sem maturidade: análise Cuiabá 2 x 0 Sport

Por: Mateus Schuler

Verde. Mesmo tendo superioridade numérica por boa parte do jogo, o Sport deu adeus ao Brasileirão de Aspirantes ao ser derrotado pelo Cuiabá. Leão não aproveitou vantagem e perdeu para o Dourado por 2 x 0, nesta quarta-feira (31), na partida de volta das quartas de final com gols de Lucas Cardoso e Vinícius Boff.

Modificado. Os rubro-negros entraram em campo com apenas uma novidade entre os 11 iniciais. Para povoar mais o meio-campo, um dos pontos frágeis na partida de ida, o técnico Sued Lima optou pela entrada de Pedro Victor no setor, abrindo mão de usar um meio-campista mais armador. O restante, no entanto, foi mantido do empate em 1 x 1 na Ilha do Retiro, mas indo do 4-2-3-1 de antes ao 4-3-3.

Formação inicial dos pernambucanos contra os matogrossenses (Feito no Tactical Pad)

COMO FOI

O fator decisão fez o jogo começar bastante equilibrado e pouco movimentado, já que apenas a vitória interessou a ambos. Mesmo fora de casa, o Sport mostrou ousadia e saiu em vantagem no início, mas no quesito numérico. Gustavo Nescau fez confusão com o goleiro Denival ao reclamar de um possível pênalti não marcado e foi expulso.

A superioridade numérica deixou o Leão ainda mais tranquilo dentro de campo, tentando aproveitar para sair à frente. Na única vez que conseguiu mostrar criatividade, chegou com perigo: Deyvson pegou a sobra após troca de passes e cruzou na medida para Flávio, que cabeceou e parou em boa defesa de Vinícius Barreta.

Leoninos mantiveram tática-base em fase ofensiva (Imagem: TV Cuiabá)

Por conta da pouca criatividade, os rubro-negros deixaram o Cuiabá à vontade no confronto. Em uma falha na compactação defensiva, que variou entre 4-5-1 — mais comum — abrindo espaço entrelinhas, o Dourado balançou as redes. Christian Rivas lançou em profundidade nos pés de Lucas Cardoso, que dominou e fuzilou.

Na volta para o segundo tempo, Sued Lima optou por fazer apenas uma substituição, suficiente para dar o ajuste necessário no poder criativo. Juan Xavier, antes titular, ganhou o espaço de Pedro Victor, o que fez o time voltar ao 4-2-3-1 quando atacou, entretanto os erros continuaram os mesmos de antes: falta de criação.

Compactação defensiva dos pernambucanos (Imagem: TV Cuiabá)

Por não assustar a meta cuiabana, os leoninos foram demonstrando fragilidades no campo defensivo e permitindo maior presença adversária no ataque. Assim, quase sofreram o segundo gol: Vinícius Boff recebeu bom passe e chutou no ângulo, contudo Denival afastou. Em seguida, o camisa 10 do Cuiabá foi servido por Lucas Cardoso e, dessa vez, marcou, acertando a trave antes.

Tentando se fechar num 4-4-2, o Leão sofreu duro golpe logo na sequência. Ítalo recebeu o segundo amarelo e foi expulso, igualando novamente o número de peças das equipes. Falho na marcação, teve ainda a entrada de Francisco no lugar do cansado Paulinho, sendo insuficiente para diminuir a desvantagem até o fim.

Maior ofensividade dos donos da casa para saírem vitoriosos (Imagem: TV Sport)

Créditos da foto principal: AssCom Dourado

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: