Timbalado: análise Náutico 1 x 0 Brusque

Por: Mateus Schuler

Suando a camisa. Em jogo bastante equilibrado, nesta sexta-feira (9), o Náutico venceu — a segunda seguida — o Brusque e permanece vivo na briga contra o rebaixamento na Série B do Campeonato Brasileiro. Pela 29ª rodada, o Timbu bateu o Marreco por 1 x 0 com gol heroico de Geuvânio.

Sem novidades. Apesar de ter as voltas do zagueiro Wellington e meia Jean Carlos, que cumpriram suspensão, e do volante Jobson, gripado, o treinador Dado Cavalcanti optou por manter Arthur Henrique e Everton nas vagas entre os 11 iniciais. Se contra o Ituano Júlio foi acionado ao lado de Kieza no ataque, substituindo o cabeça de área, contra o Quadricolor o comandante escolheu Geuvânio para entrar no time.

Escalação inicial do Timba frente aos catarinenses (Feito no Tactical Pad)

COMO FOI

Motivado pelo resultado positivo do último jogo e empurrado por sua torcida, o Náutico pressionou o Brusque, buscando sair em vantagem desde o apito inicial. Se faltou criatividade com a posse, apesar de ter maior volume, a bola parada surgiu como boa alternativa: Souza cobrou falta com força de longe e parou na intervenção de Belliato.

Usando o 4-2-3-1 de base para se manter presente ao setor ofensivo e fazer o Marreco ficar preso no seu campo, o Timbu manteve a proposta tentando pressionar. Ainda assim, os catarinenses também conseguiram levar perigo quando Luiz Antônio recebeu na intermediária e chutou forte, porém Jean fez a defesa.

Manutenção da tática-base em fase ofensiva (Imagem: SporTV/Premiere)

Por não mostrar poder criativo ao atacar, o Timba foi deixando a partida bem equilibrada, com os dois lados tentando gerar bons momentos, entretanto se perderam ao chegar no último terço. Os alvirrubros, seguros na defesa, foram os primeiros a realizar uma substituição: Arthur Henrique, lesionado, saiu para entrada de Wellington.

Curtindo o conteúdo? Apoie nosso projeto clicando aqui ou via pix. Chave: pernambutatico@gmail.com

Com blocos médios, ora médio/altos, os pernambucanos controlaram bem o ritmo dos catarinenses, o que fechou os espaços para novas oportunidades. E foi bloqueando a — rara — criação adversária que o confronto terminou no zero a primeira etapa, reservando todas as emoções para o segundo tempo nos Aflitos.

Compactação defensiva da equipe da Rosa e Silva (Imagem: SporTV/Premiere)

O Náutico voltou a campo com mais uma mudança. Kieza, que não teve boa atuação, deixou o gramado e teve Jean Carlos acionado, deixando Geuvânio na referência. E a primeira boa chance não demorou muito para sair. Depois de boa troca de passes na direita, Everton viu Victor Ferraz chegando livre na pequena área e passou; o camisa 4 dominou tirando da marcação e chutou para defesa de Belliato.

De tanto que se fez presente ao ataque, o Timbu foi confundindo a defesa do Quadricolor, já que alternou constantemente entre a tática-base e o 4-3-3. O último desenho tinha Souza fixo na cabeça de área, fazendo a ligação direta para achar espaços. E a intensa movimentação levou a torcida ao delírio: em boa jogada pela esquerda, Jean Carlos levantou na medida para Geuvânio, que cabeceou tirando do alcance do goleiro.

Pernambucanos deram imposição com duas trincas (Imagem: SporTV/Premiere)

Com a vantagem no placar, Dado resolveu renovar o fôlego do meio-campo, já que a marcação precisou segurar mais os possíveis ímpetos do Marreco e demonstrou cansaço. Assim, Franco foi sacado para a entrada de Jobson, o que deu certa consistência ao setor. Depois, Thiago Ennes e Pedro Vitor foram acionados nos lugares de Victor Ferraz e Geuvânio, respectivamente, para ter o controle por completo.

Formando duas linhas de 4 ao se defender, o Timba mostrou solidez e fechou as brechas, segurando as ações ofensivas dos catarinenses do meio para o fim. Nos últimos minutos, Diego Jardel ainda recebeu o cartão vermelho após falta em cima de Jean Carlos, ajudando na consolidação da vitória alvirrubra pelo placar mínimo.

Espaços foram fechados para infiltrações do Bruscão (Imagem: SporTV/Premiere)

Créditos da foto principal: Tiago Caldas/CNC

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: